17078011_1350048601724400_1657603971_n

 

O livro de Eduardo Heldt vem dando bons frutos. O escritor que trabalha de forma independente, diz que essa maneira de divulgação é aconselhável para aqueles que querem lançar um livro. Convidamos Eduardo para uma entrevista sobre sua carreira e sobre seu livro "Origem do Além". Veja:

 

 

Qual foi o seu primeiro contato com a literatura? Quando começou a escrever e por que começou?

Meu primeiro contato com a literatura foi através de um amigo de infância, que lia muito e me contava aquelas histórias. Com isso eu comecei a ler também e com apenas 13 anos tentei escrever um livro, é claro que não deu certo, mas a paixão pela escrita veio disso.

 

Você disse ser compositor e músico. Você acha que essas outras manifestações artísticas intervêm no seu trabalho como escritor? Se sim, por que?

Com certeza, todas as abrangências da arte enriquecem umas às outras e comigo não é diferente.

 

Por que você escolheu abordar temas como mitologia, morte, astrologia, ocultismo e psicologia. O quanto esses assuntos te influenciam?

Escolhi abordar os assuntos supracitados, pois eles são poucos explorados na literatura para o grande público e eu acredito que essas temáticas transcendem a nossa capacidade perceptiva sobre tudo.

 

Você disse que a versão impressa do livro “Origem do Além” foi muito bem recebida pelo público e teve um bom número de vendas. Já a versão digital, como está? O que você pensa a respeito dessa adaptação de livros para ebooks?

A versão digital também vai muito bem, estou sempre no top 100 dos gêneros do livro e, além disso, na semana de lançamento do livro o ebook ficou em 4º lugar no rank de ficção, ficando à frente de Inferno (Dan Brown), na mesma época em que o trailer da adaptação cinematográfica deste começou a ser divulgado.

 

A divulgação e venda do seu livro está sendo feita de forma independente. Como tem sido esse desafio?

Esse desafio tem sido bem satisfatório, pois eu consigo lucrar bastante com as vendas. Se eu tivesse aceitado pagar ser publicado por uma editora pequena eu não estaria enxergando o fruto de meu investimento. Então foi uma sábia decisão que e eu recomendo a todos os novos autores.

 

Ao escrever “Origem do Além”, você se inspirou em alguma outra história? Afinal, o que te inspirou para escrever este livro?

Existem inúmeras referências à outras obras em “Origem do Além”. Temos a caminhada pelo Inferno, como na “Divina Comédia” de Dante. Existem também muitas passagens de “Ética a Nicômaco” de Aristóteles ao longo do livro e, além dessas, acho importante mencionar na influência que eu tive de “A Doutrina Secreta” de Blavatsky para moldar a minha própria cosmogênese.

Gosto de dizer que minha inspiração vem através do estudo, pois foi estudando sobre astrologia que eu decidi escrever uma história protagonizada pelos doze signos do zodíaco.

 

Você se identifica com a história do livro de alguma maneira?

Com certeza, pois eu dediquei 4 anos da minha vida só para escrevê-lo.

 

Sinopse de Origem do Além:

O Sol e o Caos travam uma incessante batalha pela liderança do novo Sistema que surgiu em uma nova Galáxia, chamada Via Láctea. Tudo está sob o controle do Sol até que a sucumbência de um planeta, ineditamente envolto de trevas que nem o mais brilhante dos brilhantes consegue iluminar, acontece. Cabe a este recrutar as forças do Sistema Solar. Apresentam-se apenas doze corajosos guerreiros. São eles: Áries, Touro, Gêmeos, Câncer, Leão, Virgem, Libra, Escorpião, Sagitário, Capricórnio, Aquário e Peixes. Está nas mãos da, agora nomeada, Armada do Sol lutar contra o Caos para impedir que o planeta, e mais tarde o Sistema todo, seja envolto de escuridão. Mas antes da guerra começar, terão de guerrear contra si mesmos, em uma batalha interior para provar que estão preparados.

 

Para comprar o livro, clique aqui.