O peso das guitarras da Canto Cego se encontra com a força de “Zé do Caroço”, o ilustre personagem imortalizado por Leci Brandão, em 1978. A canção de quase quatro décadas permanece atual quando se observa o tratamento destinado aos moradores da periferia do Rio. No clipe, os “Zé do Caroço” atuais são retratados em suas primeiras horas do dia. Muito mais do que levar para a tela os moradores de diversas localidades do subúrbio do Rio, o vídeo deseja mostrar que a liderança proposta na clássica canção está viva na rotina das pessoas comuns.

— Antes de tudo, as favelas e periferias são muito mais o espaço de pessoas honestas e trabalhadoras do que lugares onde a criminalidade prospera. Infelizmente, a informação massificada de violência mascara a natureza incrível dessas pessoas que estão diariamente dando o melhor de si. Nossa ideia foi trazer pra perto esses heróis da vida real. Líderes que estão passando ao nosso lado todos os dias. É fundamental a gente olhar pros lados, reconhecer e se identificar com a força dessas personalidades —, elucida Roberta Dittz, vocalista e responsável pela direção do clipe.

 

 

(Texto da assessoria de imprensa)