Evento cultural terá mais de 80 atividades durante nove dias de evento

 

 

Com mais de 80 atividades entre lançamentos de livros, convidados nacionais e internacionais, palestras e oficinas durante nove dias de evento, a organização da 13ª edição do Festival Literário de Poços de Caldas, o Flipoços, que acontece entre os dias 28 de abril e 6 de maio no Espaço Cultural da Urca anuncia que espera receber cerca de 60 mil pessoas no evento este ano.

A curadoria do Flipoços 2018 – Festival Literário de Poços de Caldas definiu a temática do festival 2018 baseado em outras formas de conhecimento que tem como pano de fundo, a Literatura. 
Nesse sentido, o tema “A Literatura e os outros Saberes” vai dialogar com as várias áreas de saberes como filosofia, culturas milenares, saúde e bem-estar, artes plásticas, ciência e tecnologia, diversidades tendo como alicerce a literatura como formador de todas as expressões universais. O saber não é uma verdade absoluta. Ele se encontra de diversas formas, estilos, jeitos e pensamentos do cotidiano da gente. Será um despertar para o diferente. 

 

A abertura do festival também será marcada pela festa Levedo & Letras com entrada gratuita e um show de chorinho com o Araçá Quarteto.

 

 

Patrono e escritor sulfuroso

 

Entre as atrações confirmadas estão o patrono, Davi Arrigucci Junior que fará uma  palestra inédita no próximo dia 29 de abril, às 19h30, sobre as relações entre narrativa e experiência histórica na obra de três narradores: João Guimarães Rosa, John Ford e Jorge Luis Borges, sob o título geral de “Sertão Oeste Pampa”.

Já o escritor sulfuroso deste ano será o jornalista poços-caldense Luis Nassif, ganhador do Prêmio Esso de Jornalismo, várias vezes premiado com o Prêmio Comunique-se como jornalista de economia da mídia impressa e digital, já integrou o Instituto de Estudos Avançados da USP, o Conselho de Economia da FIESP e foi finalista do Prêmio Jabuti de literatura.

O festival homenageará também o professor Antonio Candido de Mello e Souza, que completa o centenário neste ano e faleceu em 2017, poucos dias depois de publicar um texto na antologia “Poços é uma Festa”, lançada no Flipoços. Haverá ainda uma conferência com Sergio Montero e Rodrigo Falconi, seguida da exibição do filme realizado com o professor Antonio Candido em 2012, quando ele foi patrono do festival.

 

Países lusófonos

Novamente e seguindo a tradição do Flipoços, a curadoria homenageia países lusófonos e nesta edição recebe escritores vindos de Moçambique e Portugal.  Está marcada para o dia 5 de maio, quando comemora-se o Dia Internacional da Língua Portuguesa, uma mesa com escritores de diferentes países. A mediação já está confirmada com a escritora, professora e pesquisadora de lusofonia, Susana Ventura.

 

Outros saberes

Como neste ano o Flipoços tratará de outros saberes, com vários encontros inéditos. Um dos eixos do festival será destinado às culturas milenares, com bate-papos sobre cultura islâmica, africana, benzimentos, orações e influências dos antigos em nossos saberes.

Tradicionalmente desde 2009 o evento realiza também o Encontro de Arte da Periferia e neste ano convida o rapper Dexter para uma apresentação no dia 04 de maio. Antes do show haverá um bate-papo com as mulheres que têm se destacado na literatura marginal e periférica.

O eixo Literatura e Filosofia deste ano traz a filosofia taoísta e a metacorporeidade, com o lançamento do livro do autor taiwanês Chiu Yi Chih.Outro destaque é o inédito encontro de Literatura Noir, que vai trazer grandes nomes da literatura policial brasileira.

 

Na mesa de Literatura e Bem Estar estão confirmadas as presenças de Daiana GarbinDaniel Barros e Ligia Guerra, discutindo “O papel da literatura como aliada ao bem-estar e a saúde”.

Haverá também a mesa Literatura e artes plásticas – o que nos ensinam o antigo e o contemporâneo”, com as presenças João Cândido Portinari, Tarsilinha do Amaral, Ricardo Ohtake e Eduardo Kobra. A mediação será de Sergio Montero do Instituto Moreira Salles (IMS).

A programação do Festival anuncia ainda que haverá o ciclo Literatura e História, com o lançamento do livro “Sonata em Auschwitz”. A autoraLuize Valente vai conversar com o mediador José Luiz Goldfarb.

 

Parceria com Edições Sesc SP

Outra novidade importante nessa edição é a parceria que o Flipoços firmou com a Edições Sesc SP. A editora trará quatro mesas inéditas que abrangendo Culturas Milenares e Tecnologia, com nomes como Mamede Mustafa Jarouche (cultura islâmica), Sandra Salles (cultura africana), Sérgio Amadeu da Silveira (mídias sociais) e Ulisses Capozzoli (tecnologia).

 

Sobre o Flipoços

O Flipoços 2018 e a 13ª Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas são realizados pela GSC Eventos Especiais e acontecem de 28 de abril a 06 de maio no Espaço Cultural da Urca. A doação de livros de literatura em bom estado em troca dos ingressos para as palestras master começa no próximo dia 19 de março e a programação completa estará em breve no ar. Flipoços 2018 conta com o patrocínio do DME, Mineração Curimbaba, Climepe, Fibrax, Supervale Supermercados e Prefeitura de Poços de Caldas. Parceiro cultural Sesc Minas. Mais informações ligue (35) 3697 1551.

A programação oficial do Flipoços 2018 está no ar pelo site www.flipocos.com Agendamentos pode ser feitos com Maíra pelocoordenacao@gsceventos.com.br ou pelo telefone (35) 3697 1551. Os ingressos começam a ser entregues a partir de 19 de março em troca da doação de um livro de literatura em bom estado.

 

(Texto da assessoria de imprensa)