Felipe Buarque resgata o blues com mistura de indie eletrônico em novo single

Por André Ferreira

 

Às vezes, a voz de um artista precisa suprimir sua própria identidade. Sentindo a necessidade de buscar maior independência e liberdade criativa como criador solo, o pernambucano Felipe Buarque escapou de si próprio no projeto The Self-Escape. Lançado com o single FIVE-TWO GIRL, o artista busca novas sonoridades e experiências. A faixa está disponível nas plataformas de música digital.

FIVE-TWO GIRL ganhou esse nome inspirado na altura de uma paixão do artista na época, segundo as medidas americanas (5'2'' = 1,57m). O clima da paixão fica claro na mistura dos sons blueseiros de sua guitarra com o minimalismo eletrônico experimental de projetos que o inspiraram como The Weeknd, Chet Faker, Alt-J e The xx.

“Quando fui compor essa faixa, estava ouvindo bastante R&B e fiquei com essa ideia da batida lenta (porém hipnotizante) aliada a um sintetizador bem imponente, mas não agressivo. Quando efetivamente montei o beat e criei o som do synth, o riff de guitarra veio praticamente na hora e acabou criando essa atmosfera que se ouve na música hoje”, explica Felipe.

Apesar de bem jovem, Felipe já possui uma história rica. Após apresentar os singles AUSÊNCIANÃO ESTAVA LA, ele lançou o EP UMA CARTA DE MUDANÇA em agosto do ano passado. O EP foi indicado ao 9º Prêmio da Música de Pernambuco (Promovido pela Associação dos Cantores e Intérpretes de Pernambuco e apoiado pela Rede Globo) na categoria de Melhor Álbum Pop.

Desde o processo deste EP, Felipe se aprofundou nos estudos de produção musical, buscando uma maior independência durante o processo e em performances ao vivo. As pesquisas, unidas à montagem de um home studio, o instigaram a dar um mergulho mais profundo em sua própria identidade como artista.

FIVE TWO GIRL anuncia o projeto com melancolia associada a uma sensualidade, sem perder o tom pop que já destacava sua produção musical quando assinava com o próprio nome. Além disso, ela funciona como uma prévia dos sons que o projeto trará.

“Escolhi FIVE-TWO GIRLS pra ser o primeiro single pois ela está no meio do espectro do que será mostrado nas próximas músicas. Por exemplo: apesar do synth lead ser bem presente, ele ainda consegue ter uma certa suavidade, logo, haverão músicas com synths bem agressivos e quadrados, assim como bastante suaves e melódicos”, conclui o artista.

O EP de estreia do projeto The Self-Escape será lançado em breve.

 

 

(Texto da assessoria de imprensa)