Laina Martins para o mundo

 

Escritora baiana e com pouco tempo no ramo da escrita e já chegou, chegando. Causando e trazendo grandes admiradores do seu trabalho. Laina tem leveza na alma e sabe colocar cada sentimento nas suas linhas.

A escritora escreve há muito tempo, quando na época era de diários e dias do colégio. Onde havia sempre um protagonista. O modo que surge algo escrito dela sempre tem haver com alguma decepção amorosa, mas é de costume escrever o que se passar na maioria dos escritores, mesmo que não conseguirmos entender o mundo de cada um.

Podemos chamar a escrita dela de ‘’radical’’, ‘’triste’’, de tudo, menos de ‘’farsa’’, porque não há isso. Dá pra ver, claramente, depois de ler até o fim, que há um sentimento; algo no fundo, algo que solta faísca, que se atraí e dar uma sensação gostosa e uma vontade de ‘’quero mais’’. Entende? Laina tem um dom incrível, mas cada escritora tem seu mundo diferente, sua forma diferente, algo diferente.

É sempre normal encontrar alguma linha que fale sobre alguém ou sobre o que tal pessoa fazia de bom na vida da outra. Ou alguma história de vida, ou algo relacionado ao amor e ao romance, aqueles que atingem o peito com mais firmeza. Mas a escrita da Laina tem haver com tudo, e é uma bagunça sem fim. Digamos que ela é nova nisso, e está se descobrindo. Ela não é mais uma na multidão, porque enquanto ela está calada escrevendo, aquilo escrito está gritando junto aos seus sentimentos.

Laina tem leveza, e acalma os nervos.

 

 

Luan FH. Escritor, escorpiano, ama bandas indies brasileiras.

Escritor das páginas Recíproco e Um Rabisco e Um Café.