PROGRAMAÇÃO: Dia 3 de maio estreia espetáculo rINOCERONTEs

Por Maíra Barillo

 

Após se destacar no circuito universitário e participar de diversos festivais, o Coletivo Errante estreia o premiado espetáculo “rINOCERONTEs” no Teatro Dulcina, em 3 de maio. Com direção de Luiza Rangel e orientação de Eleonora Fabião, a montagem, baseada na obra do dramaturgo absurdistaEugène Ionesco, é composta por jogos que invertem a lógica cotidiana da cena. No palco, oito atores investigam corpo, transformação, imagem, monstruosidade e absurdo após um rinoceronte invadir a cidade e desencadear uma série de estranhas metamorfoses, em que os seres humanos se transformam em bichos selvagens. Após a estreia, a peça será apresentada de quarta a domingo, às 19h, até 3 de junho.

A diretora Luiza Rangel considera o texto bastante atual por tratar de temas como manipulação da informação e a proliferação de discursos de ódio. “Não é na passagem do rinoceronte pela cidade, ou mesmo na metamorfose, que reside o absurdo. É na desumanização devastadora que se revela na construção da cena e na evolução do espetáculo. Muita coisa aconteceu no Brasil, politicamente falando, nos últimos anos. Quais são os rinocetontes da nossa atualidade?”, questiona a diretora. “Mergulhamos no Ionesco observando as imposições invisíveis de controle, a intensa massificação, a guerra de informações e a priorização do objeto em detrimento do humano. O desejo, nesta montagem, é despertar reflexões sobre regimes de relação e de convívio”, completa.

 

 

rINOCERONTEs

Temporada: de 3 de maio a 3 de junho – de quarta a domingo, às 19h.

Local: Teatro Dulcina – Rua Alcindo Guanabara 17, Centro. Tel.: 2240 4879. (RIO DE JANEIRO-RJ)

Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Lotação: 429 lugares. Duração: 80 min. Classificação indicativa: 14 anos

www.coletivoerrante.com | @coletivoerrante

 

(Texto da assessoria de imprensa)