Com muito humor e com muita sátira, é que a nova séria, FILHOS DA PÁTRIA apresenta uma das maiores realidades existentes no Brasil: a desonestidade que permanece no país desde seus primórdios. A série estreia hoje (19), na Globo, após SOB PRESSÃO, com texto escrito por Bruno Mazzeo e direção de Maurício Farias, e com duração de 12 episódios. 

A família Bulhosa é o centro da trama. Geraldo (Alexandre Nero), quase perde um prestigiado cargo de interlocutor entre o Brasil e Portugal, em pelo 1822, logo após a independência do Brasil. A partir disso, ele se envolve nas práticas mais escusas para manter o seu padrão de vida (que é muito bom). Com isso, não somente Geraldo, mas todos os personagens que compõe a família irão passar por limites inimagináveis. 

— A grande sacada do Bruno (Mazzeo) foi criar um corrupto que não é bandido. Porque sempre imaginamos de forma caricata. O bacana é que esse cara é bom. Então, por que se corrompe? Porque é fácil! No caso do Geraldo, ele está sempre incomodado com isso, mas vai começar a pegar gosto e não vai ser preso. Tem uma hora em que ele começa a não ligar mais para os outros — comentou Alexandre Nero.

O elenco conta com Alexandre Nero (Geraldo), Fernanda Torres (Maria Teresa), Lara Tremouroux (Catarina), Johnny Massaro (Geraldinho), Jéssica Ellen (Lucélia), Serjão Loroza (Domingos), Flávio Bauraqui (Zé Gomes), Marcos Caruso (Padre Toledo) e Matheus Nachtergaele (Pacheco).

 

(Fontes: Diário da Região)