"Lançamento hoje no SESC Pinheiros às 17h!

Para a “Semana Tom Zé”, o SESC me pediu um trabalho infantil. Depois de boiar algum tempo, me lembrei de que há 30 anos compus músicas para uma fábula de Elifas Andreato.
Por felicidade, ele tinha a fita que na ocasião seus filhos levaram para a escola; todos os pequenos aprenderam a cantar as músicas; cantavam diariamente.
Foi o disco gravado com mais rapidez na história: um mês. Paulinho Lepetit, de um lado, grava percussão e sopros e Tom Zé e Daniel Maia, com as cantoras Luanda e Andreia Dias, gravam os vocais em outro estúdio. Jarbas Mariz participa da percussão e faz também vocais. Conseguimos entregar no prazo, que a fábrica também cumpriu.
A fábula do Elifas conta uma história que envolve o abecedário. Num transtorno, o A desaparece da Cidade das Letras e sua ausência provoca muita confusão. O G, por exemplo, faz uma mágica e traz estrelas do céu para substituir o A. Não dá muito certo. O S, prepotente, aproveita para defender a tese do “silêncio”. Dá quase uma revolução: imagine só, um abecedário mudo! A reação das outras letras é exemplar e finalmente, numa aventura que envolve uma viagem às estrelas, as letras se arriscam em busca do querido amigo A.
O périplo é cheio de contratempos e dificuldades, como tanto gostam as crianças, até que o precioso parceiro A é encontrado, amarrado num pau de sebo por um inimigo.
Antes, aparece também a Maior Palavra do Mundo, gorducha e grandona, chegando a tomar o espaço das outras letras.
E mais não conto, pra vocês ouvirem.", comentou Tom Zé.

(Texto retirado da página oficial de Tom Zé no facebook)