Conecte-se conosco

Álbum

Banda Cidade Dormitório lança o psicodélico álbum “Fraternidade-Terror”

Publicado

em

Cidade Dormitório Fraternidade -Terror

(Arte de capa por Emanuelle Alencar)

 

Uma sonoridade que caminha entre a música brasileira setentista e o pós-punk, o industrial e o rock alternativo, a psicodelia e o experimental faz uma ponte entre o passado e o moderno no primeiro disco de estúdio do trio sergipano Cidade Dormitório. Após uma série de singles e um EP, os músicos apresentam sua franca evolução em “Fraternidade-Terror”.

Ao unir conceitos aparentemente tão contraditórios, a banda explora paradoxos para criar canções que refletem os tempos atuais sem parecer descoladas do passado. “Fraternidade-Terror” caminha uma linha tênue entre canções embaladas por nostalgia e romance, enquanto outras soam cinzentas e embebidas nos mais profundos dramas humanos. As referências filosóficas são sutis, o desalento não.

A capa ilustrada por Emanuelle Alencar, artista plástica de Teresina (PI), incorpora toda essa complexidade. Cidade Dormitório encontrou em seu trabalho um diálogo importante entre as multi impressões do urbano, a vigilância moderna em tons frios que desafiam a arquitetura pós-moderna, e as provocações presentes em “Fraternidade-Terror”.

Essas sonoridades e temáticas haviam sido antecipadas por dois singles lançados em 2019: “Relacionamentos são extremamente complicados e meu cachorro sabe disso”, faixa que ganhou uma ilustração de capa da designer Aliens Of Camila; e “Homo Erectus Plus”, lançado em formato footage com lyric video.

 

 

SOBRE A BANDA

Criada em 2015, a Cidade Dormitório é formada por Yves Deluc (guitarra e voz), Lauro Francis (baixo) e Fabio Aricawa (bateria e voz). Eles começaram a tocar juntos em jam sessions experimentais e despretensiosas que logo foram encontrando uma linguagem musical e lírica comum, pautada por um humor peculiar e irônico que viraria uma das marcas do grupo.

Cidade Dormitório Fraternidade -Terror

(Crédito: Hemilly Souza)

No ano seguinte, a Cidade Dormitório começou a se destacar nos palcos, sendo a banda escolhida para abrir o III Festival ZONS e o Festival DoSol em Aracaju. Em 2016 ainda,  foram indicados pela TV Cidade como uma das revelações de Sergipe. Toda essa experiência e burburinho em torno do projeto se transformou em seu primeiro lançamento.

“Esperando o Pior” (2017) é um EP que foi gravado e mixado por Leo Airplane e lançado pela Banana Records e que levou o som da banda para outras fronteiras longe do nordeste. “Setas Azuis” tocou em rádios na Argentina e a faixa “Agora o meu coração é um lixeiro azul escroto” chegou a quase 1,5 milhão de plays. Coroando essa jornada, a Cidade Dormitório realizou uma turnê pelo sul e sudeste do Brasil, com direito a uma passagem por um dos espaços mais assistidos da internet: o Showlivre.

 

MAIS

Após dividirem palcos com nomes como Chico César, The Baggios, Maglore, Vivendo Do Ócio, Vitor Brauer, Scalene e Boogarins, eles fazem de “Fraternidade-Terror” um reflexo do Brasil atual e criam uma relação direta da banda com as suas raízes e com a cidade que faz parte do nome do grupo.

Após o lançamento, a Cidade Dormitório quer pegar a estrada, continuar surpreendendo e levar a música sergipana para diversos lugares do país. O álbum está disponível em todas as plataformas de streaming de música.

 

Textos de Nathália Pandeló – Edição de Matheus Luzi

 

 

 

 

EnglishPortugueseSpanish
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x