24 de maio de 2024
Além da BR

A dessincronia humana é a reflexão do novo single de AndrÌ

Em “Monkey”, o novo lançamento de Andrì, a ideia é a ausência da sincronia. No entanto, é em termos amplos, uma vez que o artista não se refere apenas à música, mas à própria vida, numa reflexão de profundidade. Neste sentido, AndrÌ direciona a música para a falta de sincronia dos humanos em relação à natureza, o planeta e o universo. “Quando olho para os macacos, penso que pelo menos uma pequena parte de nossa espécie evoluiu mantendo contato com o planeta e vivendo em harmonia com a natureza; enquanto o outro, o humano, vive em harmonia com nada, nós não estamos em harmonia nem com nós mesmos e destruímos tudo com o que entramos em contato.”, disse ele.

Musicalmente, a falta de sincronia é expressada por meio dos instrumentos. “Nesta peça os obstinados contrapontos entre todos os instrumentos: baixo, guitarra, bateria, trompetes, sinth e órgão, por vezes dão a impressão de serem assíncronos entre si. É por meio dessa aparente cacofonia que tento representar a falta de sincronia dos seres humanos para todo o universo. Acho que o ser humano aparece aos olhos da natureza como uma anomalia entre os primatas, uma espécie de macaco fracassado.”, completou o cara.

administrator
Fundador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Apaixonado pelo Brasil e por seus grandes artistas.