27 de maio de 2024
Além da BR

A pureza do piano e da poesia acompanham a dor e a esperança de Stefano Giorgini na canção “I Have Angels”

Melancolia, tristeza, esperança, amor. São algumas palavras que podem definir o novo single do cantor, compositor e pianista norte-americano Stefano Giorgini. Em entrevista à Arte Brasileira, o cara contou que esta canção, “I Have Angels”, surgiu dias após o falescimento de sua avó, tão amada e querida por ele. O cenário da composição era seu estúdio, e melodia/letra vieram completamente de forma esponatânea. Na letra, que é uma poesia pura, Stefano derrama lágrimas, mas, ao mesmo tempo, tem fé no furuto, de que sua dor será tranquilizada pelos anjos, por Deus, pela graça da Vida.

Fique com a letra após o vídeo (traduzida com o Google Tradutor)

De vez em quando, deixo meu coração cair

Esperando que alguém me salve

Qualquer um, em qualquer lugar

nesta estrada

Eu sinto que fui tão longe quanto eu vou

Então tudo o que é preciso 

é um pequeno sinal de que não estou sozinho

Mesmo quando não posso continuar lutando, encontro meus anjos

Até eu sentir que estou voando ao lado dos meus anjos

Eu posso ouvi-los no ar

Todas as noites e dias

Curando-me com cada som

Cada palavra que eles dizem

Mesmo só para me lembrar que tenho anjos

De vez em quando, deixo-me desistir

Dizendo que não tem jeito, que é tarde demais

Para eu fazer qualquer coisa

nesta estrada

Eu sinto que fui tão longe quanto eu vou

Então tudo o que é preciso 

é um pequeno sinal de que não estou sozinho

Mesmo quando não posso continuar lutando, encontro meus anjos

Até eu sentir que estou voando ao lado dos meus anjos

Eu posso ouvi-los no ar

Todas as noites e dias

Curando-me com cada som

Cada palavra que eles dizem

Mesmo só para me lembrar que tenho anjos

Eu posso ver, eu posso ouvir

eu posso sentir, eu posso sentir

Eu posso ver, eu posso ouvir

Eu posso sentir meus anjos

Eu posso ver, eu posso ouvir 

Todos os dias e todos os momentos

eu posso sentir, eu posso sentir 

Depois que todas as nuvens estiverem abertas

Eu posso ver, eu posso ouvir 

Quando a lua está realmente aparecendo

Eu posso sentir meus anjos 

Ao meu redor  e  eu sei disso

Eu posso ver, eu posso ouvir 

Todos os dias  e  todos os momentos

eu posso sentir, eu posso sentir 

Depois que todas as  nuvens  estiverem  abertas

Eu posso ver, eu posso ouvir 

Quando a lua está realmente aparecendo

Eu posso sentir meus anjos 

Mesmo quando não posso continuar lutando, encontro meus anjos

Até eu sentir que estou voando ao lado dos meus anjos

Eu posso ouvi-los no ar

Todas as noites e dias

Curando-me com cada som

Cada palavra que eles dizem

Mesmo só para me lembrar que tenho anjos

administrator
Fundador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Apaixonado pelo Brasil e por seus grandes artistas.