24 de maio de 2024
Além da BR

Playlist “Além da BR” #107 – Sons do mundo que chegam até nós

além da br

Somos uma revista de arte nacional, sim! No entanto, em respeito à inúmeras e valiosas sugestões que recebemos de artistas de diversas partes do mundo, criamos uma playlist chamada “Além da BR”.

Como uma forma de estende-la, nasceu essa publicação no site, que agora chega a sua 107ª edição. Neste espaço, iremos abordar alguns dos lançamentos mais interessantes da playlist.

MINI ENTREVISTAS

Músicas disponíveis temporariamente na playlist homônima Além da BR

Théo Armen“O sotaque (Ton accent) – Live” – (França)

Em resumo, o que é esta música? Esta música é uma ode aos sotaques.

Qual a mensagem dela? É uma celebração daquilo que às vezes nos envergonha, quando deveríamos ter orgulho de cruzar barreiras linguísticas. Nestes tempos difíceis, é preciso coragem para estender a mão aos outros, apesar das nossas diferenças. Gosto de pensar que nosso sotaque é como um pássaro que voa para contar nossa história e cujo canto invoca a harmonia entre os humanos.

Como e por que surgiu esta canção? Eu tinha um show marcado em SP em fevereiro de 2023 e precisava escrever músicas em português. Eu também precisava de uma boa desculpa para justificar meu forte sotaque francês! Então abri o show com essa música, gostei, e agora canto ela também na França.

O que você pode dizer sobre a sonoridade da música? O som reflete meu estilo: sóbrio, acústico, sem frescuras.

O que esta música diz sobre você e sobre sua carreira? Sou francês, mas morei no Brasil um ano e sou influenciado pela MPB. Na França, as pessoas mais afetadas pela minha música são brasileiras. Gosto de pensar que não é coincidência!

Por isso tenho a ambição de voltar a cantar no Brasil, porque é sempre uma maravilha. Estou convencido de que existem pontes muito fortes entre as nossas culturas e gostaria de ajudar a construí-las.

Respostas de Théo Armen

Everlords “It’s Over” – (Bélgica)

– Em poucas palavras, como você recomendaria esta música? Após o lançamento do nosso primeiro álbum “Pocket Ocean” em novembro de 2022, esta música é o 5º single da banda, inédito. Esta é uma balada powerpop que poderia ter sido inspirada em The Killers ou Keane. [Resposta de Greg, vocalista da banda].

Qual sua mensagem? O que a letra conta? “It’s Over” é a história autobiográfica de um rompimento, a recusa em acreditar nisso, o desejo de pensar que tudo pode começar de novo e a amarga percepção de que é hora de chorar. Escrevi a letra depois de um divórcio doloroso. [Resposta de Kris, baixista]

Como a sonoridade ajuda a levar adiante esta mensagem? Para este novo single, o grupo se uniu ao talentoso jovem músico e produtor flamengo Jérémie Vrielynck

A colaboração com Jérémie foi muito gratificante. Queríamos desenvolver um estilo mais fresco e pop , preservando nosso DNA rock-pop”.

 Uma colaboração que certamente continuará no futuro próximo. [Resposta da banda]

Como a música surgiu? A música nasceu de uma improvisação, de uma forma muito espontânea, como se a melodia nos convidasse. [Resposta de Greg, vocalista da banda]

Eric Lane“Animal” – (EUA)

O que é esta música e qual sua mensagem? “Animal” é uma imaginação da experiência humana como se fôssemos todos animais. Queria citar a música “Your Lady” para insinuar uma relação entre dois humanos que se envolvem de forma divertida como animais saltando sem limites e sem se preocuparem com a sua existência humana real. A melodia de Coltrane também se encaixa perfeitamente na grade rítmica que define a música “Animal”.

Como a música surgiu e como foi este momento? Essa música surgiu depois de tocar em um conjunto que tive na faculdade liderado pelo inimitável Bob Moses. Estávamos explorando a natureza rítmica do trio e como ele se relacionava com a música swing. Na época, eu também tinha o ritmo afro-cubano 12/8 fluindo em minha mente, e esses elementos são a principal força motriz por trás da composição. Mesmo quando entro na seção de solo aberto entre as declarações da melodia, mantenho inerentemente essa sensação de 3 dentro de 4 para impulsionar as ideias que estou explorando em um tom de baixo de pedal aberto. É também nesta seção que cito uma melodia favorita intitulada “Your Lady”, uma composição do aclamado John Coltrane. 

Resposta de Eric Lane

my kill “Musings in Solitude – Instrumental” – (Alemanha)

Resumindo, que música é essa? Esta trilha é o reflexo de uma jornada; de suportar o pior ano da minha vida, mas sair do outro lado, uma pessoa melhor e mais feliz.

Qual a mensagem dela por trás do instrumental? A mensagem é sobre como superar as trevas da vida. A escuridão é apenas a ausência de luz, então não importa o quão escuro fique, sempre haverá luz.

O que o cover diz sobre a música? A capa que desenhei retrata a cabeça de um Leão. Os Leões são verdadeiros símbolos de coragem, poder, força, sabedoria interior, liderança e autorrealização, todas as coisas que coloco na vanguarda da minha vida.

Há algo neste lançamento que você queira destacar? Nada além de ser a primeira música que lancei, mas é apenas o começo de algo maior.

Respostas de my kill

David Harper – “Caprice en Forme de Valse” – (Estados Unidos)

O que é esta música, como você a apresentaria para alguém? A música é “Caprice en Forme de Valse”, um rondó inteligente de Paul Bonneau.

Por que e como esta música surgiu? Na época, eu estava procurando por algo extremamente difícil de tocar no saxofone. Fui orientado por Mathew Carmichael, um excelente saxofonista que admiro. Ele me incentivou a comprar a música na convenção, Kentucky Music Educators Association. Aprendi tudo sobre a música, memorizei-a e cantei para embaixadores, primeiros-ministros e um príncipe na Itália.

Ela tem algum significado, uma mensagem? O capricho tem um significado tremendo em minha vida. Funciona muito bem em um restaurante italiano. Realizei o trabalho em Faenza, Itália. Eu não conseguia acreditar como tudo funcionou bem no restaurante, com aplausos estrondosos e aceitação.

Há alguma história ou curiosidade interessante sobre o lançamento? O que é interessante na música é que ela é um rondó! Timothy Roberts descobriu isso sobre a música, e isso realmente mostra o quão inteligente Bonneau era com a forma.

Respostas de David Harper

administrator
Fundador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Apaixonado pelo Brasil e por seus grandes artistas.