13 de abril de 2024
Além da BR

Playlist “Além da BR” #123 – Sons do mundo que chegam até nós

além da br

Somos uma revista de arte nacional, sim! No entanto, em respeito à inúmeras e valiosas sugestões que recebemos de artistas de diversas partes do mundo, criamos uma playlist chamada “Além da BR”.

Como uma forma de estende-la, nasceu essa publicação no site, que agora chega a sua 123ª edição. Neste espaço, iremos abordar alguns dos lançamentos mais interessantes da playlist.

Robby Robinson – “ He’s The Light, He’s The Lamb (feat. Sara Niemietz)” – (Estados Unidos)

O maestro/pianista norte-americano Robby Robinson e a cantora conterrânea Sara Niemietz se unem em uma canção cujo o objetivo maior é evidenciar o testemunho de que “Jesus é a Luz”, como diz a própria letra. A música é tão alegre quanto o videoclipe onde os dois artistas aparecem dançando, energéticos e felizes. Confira!

Gileah Taylor – “Dream Explorer” – (Estados Unidos) – [MINI ENTREVISTA]

É possível resumir a música em poucas palavras? Escrevi “Dream Explorer” quando estava no meio de uma época de tristeza. Mais do que tudo, eu queria que alguém visse o que eu estava passando e me desse esperança novamente. A música é romântica e (nenhuma surpresa aqui!) sonhadora.

O que dizem as letras? A música começa comigo imaginando que estou lá fora, no escuro da noite. Fiquei triste demais para chorar, mas quando olhei para cima pude ver estrelas cadentes. Enquanto a música continuava, continuei mantendo os olhos abertos e pude ver flashes de luz na escuridão da floresta. Esses flashes vêm de uma luz segurada por um ‘explorador de sonhos’ que está me procurando.

Descreva esta música musicalmente. __“Dream Explorer” é uma música simples e fácil de tocar. É assim que escrevo. No entanto, sempre foi um sonho meu ter mais instrumentação orquestral em minhas músicas. Os produtores da minha nova música são os irmãos Gideon Klein e Gabe Klein. Eles escreveram e gravaram lindas cordas e um violão clássico e para mim parece um antigo filme de Hollywood em preto e branco, onde um lindo casal dança sob o luar, com uma orquestra atrás deles.

Há algo neste lançamento que você deseja destacar? Quero agradecer à Revista Arte Brasileira por me incluir no Além da BR! Este é o primeiro de vários singles, e tenho um álbum completo que será lançado em abril. Se seus leitores e ouvintes gostam das vibrações de “Dream Explorer”, tenho muitas outras músicas que você pode cantar, chorar ou dançar, em breve.

Respostas Gileah Taylor

Love Over Anger Music“Big Heart” – (Estados Unidos) – [MINI ENTREVISTA]

Em termos gerais, que música é essa? É uma canção de amor à Mãe Natureza.

Qual é a sua mensagem para o mundo? Cuide da nossa mãe, o coração dela é grande.

O que inspirou a criação desta música e como foi esse processo? Criei a música no meu piano com vocais simples e depois colaborei com Durga McBroom para suas harmonias etéreas, que cantou com o Pink Floyd por muitos anos, e Fernando Perdomo, que está em turnê com Marshall Crenshaw agora, para sua guitarra elétrica. O vídeo foi feito em colaboração com um colega na Sérvia.

O que você acha que trouxe musicalmente? Respeito e amor pela nossa terra, através da música e da contemplação e do rock and roll!

Respostas Love Over Anger Music

Pop Cautious – “Redemption Song (Live) (Bob Marley Cover)” – (Estados Unidos) – [MINI ENTREVISTA]

Para você, o que representa essa música do Bob Marley? Para mim, “Redemption Song” de Bob Marley representa um farol de fé e esperança em meio às provações e tribulações da vida. É uma música que ressoa profundamente com a minha crença na superação de dificuldades e na luta pela liberdade da opressão política e socioeconômica. Cada vez que ouço isso, lembro-me do poder que existe dentro de cada indivíduo para superar a adversidade e traçar seu próprio caminho em direção à redenção e à libertação. Serve como um lembrete de que não importa quão terríveis as circunstâncias possam parecer, há sempre potencial para transformação e renovação.

Você consegue analisar a letra de Redemption Song? Por que você decidiu gravar? A canção serve como um poderoso lembrete do potencial de transformação e renovação, inspirando os indivíduos a superarem as adversidades e a traçarem o seu próprio caminho em direção à redenção e à libertação. As linhas iniciais da música refletem sobre as injustiças históricas do comércio transatlântico de escravos, enfatizando o desejo de emancipação e liberdade da opressão. Ao longo das letras, temas de autolibertação, resiliência espiritual e reflexão histórica se entrelaçam, culminando em uma mensagem de esperança e empoderamento. Apesar das duras realidades retratadas, “Redemption Song” continua a ser um hino intemporal, abordando a duradoura busca humana por justiça e redenção.

Na “Canção da Redenção” de Marley, referências históricas e imagens sublinham as lutas dos oprimidos, enfatizando o desejo de emancipação e liberdade. O tema central da música, a autolibertação, é destacado por meio de letras que incentivam os indivíduos a se libertarem das cadeias mentais e assumirem o controle de seus próprios destinos. A incorporação de temas espirituais por Marley reflete suas crenças Rastafari, enquanto as referências a profetas históricos e à intervenção divina evocam um sentimento de resiliência diante da adversidade. Apesar dos desafios retratados, a canção carrega um sentimento subjacente de esperança e possibilidade, encorajando os ouvintes a abraçar a agência e o empoderamento na sua busca por justiça e redenção. No geral, “Redemption Song” serve como um hino profundamente reflexivo e fortalecedor, abordando temas de liberdade, resiliência e libertação espiritual, e lembrando-nos da busca humana duradoura por justiça e renovação.

O que há de diferente na sua versão, qual é a sua versão? A diferença na minha versão de “Redemption Song” de Bob Marley reside na minha escolha intencional de manter sua essência enquanto a infundo com minha própria interpretação única. Mantendo-me fiel ao arranjo original, introduzi pequenas variações nos acordes e na estrutura. Esses ajustes não apenas proporcionam um toque distinto, mas também me permitem cantar a música com mais força, injetando minhas emoções e experiências pessoais em cada nota e letra. Ao preservar a mensagem central e o espírito da música e ao mesmo tempo adicionar alterações sutis, minha versão de “Redemption Song” visa honrar seu legado, ao mesmo tempo que oferece uma nova perspectiva que ressoa com minha própria expressão artística.

Há alguma história ou fato interessante sobre esse lançamento que você gostaria de destacar? O lançamento desta capa tem um significado único, provocado pela inspiração extraída do novo filme One Love e dos anúncios que o acompanham. A decisão de lançar a capa foi acidental, coincidindo com o aniversário da própria lenda do reggae. Essa sincronicidade adicionou uma camada extra de significado ao lançamento, alinhando-se com o espírito do legado duradouro de Bob Marley e a mensagem atemporal de “Redemption Song”. O momento, influenciado pela promoção do filme e pelo aniversário de Marley, ofereceu um tributo adequado à sua influência na música e na cultura, ao mesmo tempo que ampliou o impacto da mensagem de resiliência e esperança da capa. No geral, o lançamento desta capa não foi apenas uma celebração do legado de Marley, mas também um testemunho do poder da música para inspirar e elevar, ressoando com o público de maneiras inesperadas e significativas.

Respostas Pop Cautious

Borderline Cowboys – “Letting of steam” – (Suécia) – [MINI ENTREVISTA]

O que é esta música? É uma música rock’n roll de alta energia sobre a frustração de ser empurrado para baixo, contido ou silenciado por outras pessoas. Ou talvez o governo.

Qual sua mensagem? A mensagem é que você deve ouvir todas as pessoas e que todos têm a capacidade de contribuir.

E a capa do single? Não há muito a dizer sobre a capa, mas estou muito satisfeito com ela.

Há alguma curiosidade? O engraçado é que escrevemos o título incorretamente, mas decidi mantê-lo. Deveria estar desabafando. Mas que diabos, agora está aí.

Respostas Borderline Cowboys

administrator
Fundador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Apaixonado pelo Brasil e por seus grandes artistas.