18 de julho de 2024
Além da BR

Playlist “Além da BR” #160 – Sons do mundo que chegam até nós

Além da BR

Somos uma revista de arte nacional, sim! No entanto, em respeito à inúmeras e valiosas sugestões que recebemos de artistas de diversas partes do mundo, criamos uma playlist chamada “Além da BR”.

Como uma forma de estende-la, nasceu essa publicação no site, que agora chega a sua 160ª edição. Neste espaço, iremos abordar alguns dos lançamentos mais interessantes da playlist.

The Amnesia“Bring the Shadows” – (Itália) – [MINI ENTREVISTA]

O que é esta música, em resumo? [resposta dos integrantes Luca, Simone e Lorenzo]

Nosso primeiro single, ‘Bring The Shadows’, serve como um hino que navega entre enfrentar os medos e permanecer no escuro , envolto pelas sombras. Possui guitarras afiadas e uma melodia assustadora que ressoa por muito tempo. depois que a música termina. Esta faixa marca o início da jornada da nossa banda.

O que diz a letra da música e qual sua mensagem? [resposta de Luca]

A letra mergulha na luta para superar medos, ansiedades e paranóia, reconhecendo a realidade desafiadora de que é fácil voltar ao abismo , possivelmente para nunca mais ressurgir. Esta música foi criada como um meio de confrontar e banir essas sensações avassaladoras, esforçando-se para ser mais forte do que as ‘sombras‘ que menciono.

Como e por que esta música surgiu? [resposta de Luca e Mattia]

Eu originalmente anotei os primeiros rascunhos desta música há cerca de dois anos. Ela surgiu naturalmente enquanto eu brincava com acordes diferentes, impulsionado por uma melodia persistente em minha cabeça. Inicialmente, a música não incluir uma ponte. Foi Mattia, nosso guitarrista, quem sugeriu adicioná-la para injetar uma explosão de energia pouco antes do refrão final – uma adição verdadeiramente fantástica.

O que representa a capa da música? [resposta de Luca e Valentino]

A arte da capa do single não apenas mostra que sombras e medos estão constantemente à espreita, mas também revela um vislumbre da narrativa do nosso próximo álbum, centrado em temas góticos de vampiros e castelos. A sombra principal, formando a silhueta de um vampiro com capa simboliza o protagonista – um reflexo de nós mesmos – que teme se tornar o monstro interior. Esse medo o leva a pensar em encerrar sua existência para evitar se tornar o ‘vampiro’. Essas imagens dão o tom temático para o nosso álbum conceitual.

Há alguma curiosidade que você queira destacar? [resposta de Luca]

Há algumas histórias interessantes relacionadas a essa música. Primeiro, durante a gravação em estúdio , entramos em contato com a banda de rock francesa Supernovæ, que gentilmente concordou em colaborar conosco – uma honra que ainda me emociona. Outra anedota é sobre a gênese de ‘Bring The Shadows’. Eu estava ouvindo ‘Sleep‘ do My Chemical Romance, uma das minhas bandas favoritas e uma influência musical significativa para mim. Seu humor sombrio, mas poderoso, me inspirou a criar uma música que capturasse uma essência semelhante . nascer.

Resposta dos integrantes Luca, Simone e Lorenzo

Hannah Elkins“The Music Saved My Life” – (Reino Unido) – [MINI ENTREVISTA]

Você tem que apresentar essa música para um amigo, o que você diria? Faço 30 anos este ano e ao entrar neste novo capítulo, realmente senti que queria fazer música que refletisse quem eu sou como pessoa. Eu sinto que estou em uma era feliz e dançante e, naturalmente, fazer música disco parecia um verdadeiro reflexo de onde estou neste momento da minha vida.

O que essa música diz ao mundo? Eu sinto que essa música é um lembrete da profunda alegria que a música traz na vida. A letra ‘Eu tinha medo de nunca mais me sentir assim‘ reflete verdadeiramente o medo que eu estava enfrentando ao lançar novas músicas e composições. Espero que essa música lembre às pessoas que não há problema em fazer uma pausa e recarregar as energias (mas nunca parar de dançar!).

Como e por que a música surgiu? Eu estava tão focado em fazer música que agradasse ao público que esqueci a razão pela qual comecei a escrever música – isso me traz alegria! Após me mudar para Berlim e conhecer alguns artistas incríveis, me senti inspirado novamente e criei o conceito de ‘The Music Saved My Life’. Alguns meses depois meu EP de estreia está pronto e é hora de compartilhá-lo com todos!

Musicalmente, como você descreve isso? É uma música disco divertida com influência latina. Meu marido produziu o próximo EP e decidimos realmente mergulhar com produção e instrumentação completas – incluindo duas mudanças importantes. Foi muito desafiador, mas estou muito orgulhoso do resultado final.

Há alguma curiosidade sobre esse lançamento que você gostaria de destacar? Este é o primeiro single do meu próximo EP de 4 faixas que será lançado neste verão.

Respostas Hannah Elkins

Jennifer Coy“Goodbyes” – (Reino Unido) – [MINI ENTREVISTA]

O que diz a letra da música e qual é a mensagem? Goodbyes é uma música que escrevi sobre relacionamentos de curta duração em que você não fica triste, mas aliviado pelo fim do relacionamento. A letra do refrão fala sobre não perder tempo com a pessoa ou situação errada que não é certa para você. A letra retrata estar com alguém que nem sempre é honesto, e que você não será mais ingênuo e agora poderá ver através do comportamento deles e como eles tentam manipular você. A letra fala sobre não precisar perdoar ou esquecer alguém, mas sim ser capaz de simplesmente seguir em frente e ficar feliz por começar um novo capítulo.

Como e por que a música surgiu? Assim como todas as minhas músicas, tiro influência de algumas de minhas experiências pessoais, mas também de amigos e experiências familiares. Eu queria escrever uma música sobre separações que não fosse muito complicada ou triste quando terminasse. Às vezes, quando você está com alguém que não o trata bem, seguir em frente pode ser fácil. Eu escrevi essa música em 2020 e a trouxe para meu amigo e pianista Herbie, que escreveu os acordes e ajudou a dar vida à música com o resto da minha banda.

Musicalmente, como você descreve isso? Eu diria que essa música é predominantemente neo-soul, mas tem influências pop e jazz. Minha voz tem um tom bem jazzístico, principalmente no vibrato. Possui vocais emocionantes e melodias sofisticadas, a mistura de gêneros confere um toque moderno e elegante.

O que a capa da música representa? Usei o artista collagesoul nos últimos três singles. Adoro que a obra de arte combine estampas vintage antigas com uma sensação de espaço futurista. Eu sinto que isso representa bem a minha música, já que os vocais comoventes e jazzísticos são mais antiquados misturados com o pop moderno na instrumentação. A imagem em si mostra um homem se afastando em direção à saída e olhando para a mulher sentada no sofá. A mulher está ansiosa para o próximo capítulo, não sentindo necessidade de olhar para trás e ver essa pessoa deixar sua vida.

Há alguma curiosidade que você gostaria de destacar? Acho interessante aproveitar as coisas boas que podem resultar do término de um relacionamento e o alívio de não ter que pensar em uma pessoa e no que o relacionamento pode ter se tornado.

Respostas Jennifer Coy

Latinesque – “Água de Beber (Antonio Carlos Jobim Cover)” – (Alemanha) – [MINI ENTREVISTA]

O que é esta música para você? Esta música é uma ode às dificuldades do amor. Uma poesia traduzida na musica que explora as incertezas que o coração se depara ao mergulhar nas aguas da paixão. Tocar essa musica é relembrar dos altos e baixos que sentimos ao se apaixonar.

Como conheceu “Água de Beber” e Tom Jobim? Conheci Tom Jobim com meus pais, ouvindo CDs nas viagens pelo interior do Estado. Água de beber era uma das tantas musicas que faziam parte da nossa playlist nas longas jornadas com a família.

Como você avalia a música brasileira? A musica brasileira é repleta de ritmo, criatividade e cheia de sonoridade. Seu valor cultural é um incrível resultado da difícil historia que nosso pais teve em sua formação, sendo uma manifestação cultural extremamente vasta e rica.

O que sua versão traz de diferente, de seu? Nossa versão traz muitos elementos do jazz, explorando também a voz feminina juntamente com variadas cores da percussão, piano e baixo.

Há alguma curiosidade sobre o lançamento que você queira destacar? A cantora é brasileira e o resto dos músicos são alemães que amam a musica latino-americana.

Respostas Latinesque

YA-IR – “Running from Yourself” – (Estados Unidos) – [MINI ENTREVISTA]

O que esta música diz ao mundo? Essa música é sobre uma massagem muito importante, não espere acordado,

Não espere e faça o que você acha que deveria fazer, e não deixe o trem passar por você, você acabará fugindo de si mesmo.

Como e por que surgiu a música? A música saiu porque eu tinha um amigo muito próximo, (ainda está) estava nessa situação, sua esposa e ele passaram por momentos muito difíceis, foi isso que me deu energia para essa música.

O que representa a capa da música? Muito!!, legal!!, melhor!!! anos e vibrações na história da música – Década de 1970!! , queria transmitir os sentimentos e as vibrações dos reis do funk e soul dos anos 70, como James Brown, Al Green, Stevie Wonder…,

Respostas YA-IR

administrator
Fundador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Apaixonado pelo Brasil e por seus grandes artistas.