18 de julho de 2024
Além da BR

Playlist “Além da BR” #171 – Sons do mundo que chegam até nós

Além da BR

Somos uma revista de arte nacional, sim! No entanto, em respeito à inúmeras e valiosas sugestões que recebemos de artistas de diversas partes do mundo, criamos uma playlist chamada “Além da BR”.

Como uma forma de estende-la, nasceu essa publicação no site, que agora chega a sua 171ª edição. Neste espaço, iremos abordar alguns dos lançamentos mais interessantes da playlist.

Dark Patterns – “Dislocation” – (Alemanha) – [MINI ENTREVISTA]

O que você diz na letra da música?  Sugerimos temas de hierarquia social, deferência imerecida, o mito da economia de gotejamento e o que é chamado de “puxar o topete” numa época de tanto caos, incompetência e divisão como a nossa. Foi só o que saiu na época!  As entregas vocais de chamada e resposta combinavam com a colagem espaçosa, mas pontiaguda, de sons que estávamos tentando criar, mas levei muito tempo para experimentar e ficar feliz com as letras e a entrega dos versos. Eu queria que fosse um discurso raivoso, mas não tão exagerado a ponto de perder a compostura ou soar como se não combinasse com a faixa.

Qual é a sua mensagem para o mundo? Não há nenhuma mensagem geral explícita de nossa parte, está tudo na música. Quanto à mensagem da música, você poderia dizer que ‘ Dislocation ‘ serve bem como uma sequência temática de ‘Você já recuperou seu país?’ no sentido de que se trata de observar o desenrolar da política britânica à distância nos anos durante e pós-Brexit. Pensar em voz alta e se desesperar com as pessoas que votam contra seus próprios interesses, ou acreditar em bobagens só porque são ditas por alguém com status percebido, dinheiro, um sotaque elegante ou porque estão apenas assobiando como um cachorro.

Como e em que situação surgiu essa música?  Como uma demo inicial, eu estava mexendo em samples tentando fazer um tipo de ritmo stop-start com peças adicionadas de percussão abstrata e encontrei o groove básico e a linha de baixo. Chegou a um certo ponto quando Jonas e Kora vieram com as partes de guitarra e o refrão “Let the world…”, adicionaram bateria e sintetizadores melhores, e então tudo começou a se encaixar.  Produzimos todas as nossas músicas em nosso pequeno estúdio de ensaio alugado em Berlim-Marzahn e repetimos várias demos simultaneamente. Sem a pressão de pagar por tempo fixo em um estúdio de gravação, pode demorar muito para terminarmos as músicas, mas seguimos no nosso próprio ritmo e experimentamos muitas coisas que funcionam para nós.

O que a capa da música representa? Ao longo desta série de singles de Dark Patterns, tenho criado colagens usando o site Chronicling America como único recurso. Eu tenho um método de usar termos de pesquisa com base nas letras ou temas da música, então encontro algumas imagens potencialmente interessantes ou partes de páginas de jornais antigos e prossigo a partir daí. Acredito que adicionar limitações como essa pode trazer resultados interessantes na arte.  Para este artigo em particular, encontrei o casal vendado e baseei-me neles, além de algumas manchetes e trechos que achei sugestivos ou relevantes.

O que essa música diz sobre o seu país, a Alemanha? As letras não foram escritas pensando na Alemanha. Existem semelhanças e temos aqui os nossos problemas, principalmente com a ascensão da extrema-direita, mas a inspiração veio de uma desconexão crescente com a minha antiga casa, o Reino Unido, que parece mais irreconhecível e parece mais ideologicamente distante e estranho para mim como O tempo passa.

Respostas do integrante Matt Potter

Will Mixture“One Big Fantasy” – (Estados Unidos) – [MINI ENTREVISTA]

Que música é essa? Essa música é uma mistura picante de elementos pop punk da velha escola, com um toque de folk punk DIY.

O que diz a letra e qual é a sua mensagem? A letra mostra alguém percebendo que seu relacionamento pode não ter sido tão bom para começar.

Como e por que essa música surgiu? Essa música surgiu depois de ser confrontado com a ideia de estar em um relacionamento de merda.

Musicalmente, como você descreve isso? Eu gostei de tocá-lo, gosto de música com um som mais cru.

Respostas Will Mixture

Jerricoe J“Worship” (feat. Aaron Cox) [Live] – (Estados Unidos) – [MINI ENTREVISTA]

Como você definiria essa música em geral? Worship” é uma canção de rendição. Ao longo de cada verso, é uma oração a Deus pedindo Sua orientação para nos ajudar a adorá-Lo melhor. Eu percebi em uma idade muito jovem que nossa adoração a Deus está além de nossos esforços, e somente com Ele podemos verdadeiramente adorá-Lo.

O que a letra diz, qual é a mensagem dela para o mundo? Começo a música chamando a Deus como Adonai. Fiz isso intencionalmente como se estivesse chamando a Deus como Senhor, o líder da minha vida. Depois disso, digo que negaremos nossa carne pela verdade, não comprometeremos nossa busca pela fé, fecharemos nossos olhos e Te seguiremos. Resumo a música inteira com o refrão “Não me deixe vir, adorar, adorar, Senhor, aqui estou para Te adorar”. Vemos na cultura da igreja que não é mais o mundo que nos distrai da adoração, são as coisas que tentamos fazer para tornar a experiência de adoração ótima que às vezes se tornaram uma distração do foco em Deus. Estou pedindo a Deus por Sua ajuda para manter meus olhos e coração focados Nele e nada mais. Quero que o mundo tire dessa música que a verdadeira adoração a Deus é intencional, e devemos fazer esse esforço intencional para olhá-Lo em nosso culto, em nossos momentos de oração em casa e em todos os momentos de nossas vidas. É disso que se trata a adoração, viver para Deus não apenas por um momento ou por uma música, mas em tudo o que fazemos.

Como e por que essa música surgiu? Essa música era uma oração que começava com não me deixe ir adorar, adorar. Mudei de um estado para o outro e na minha jornada procurando por uma igreja Deus me mostrou que há tantas pessoas que estão focadas em tudo, menos Nele, quando vão ao local de adoração. Comecei a orar a Deus pedindo que Ele me ajudasse a adorá-Lo melhor. A partir dessa oração, comecei a cantar uma melodia para conduzir esse desejo profundamente no meu coração.

O que essa música representa na cultura cristã? Esta canção representa um povo que clama por conhecer a Deus. Também está voltando para aquele verdadeiro lugar de adoração a Deus. Houve uma geração de pessoas em algumas formas de cristianismo que não ouviram sobre essa necessidade intencional de buscar a Deus. Às vezes, há alguns que veem a igreja e sua vida como separadas, eu quero que eles tenham um coração de Colossenses 3:23, façam tudo para o Senhor.

Respostas Jerricoe J

Laube – “Fracture Memories” – (Alemanha) – [MINI ENTREVISTA]

Como você definiria esta música de uma maneira geral?Fracture Memories” é um impactante faixa de techno industrial cinematográfico, marcada por uma atmosfera sombria e o uso intenso de sons sintéticos e batidas rítmicas, levando o ouvinte a uma viagem por paisagens distópicas e memórias perdidas.

O que diz a letra e qual sua mensagem ao mundo? A letra da música reflete sobre a fragilidade da memória humana e a efemeridade dos momentos, destacando a importância de viver o presente e valorizar os momentos fugazes antes que se tornem “Fracture Memories”.

Como e por que esta música surgiu? A canção surgiu como uma resposta artística à crescente digitalização e alienação na sociedade moderna, explorando como a tecnologia pode conectar e isolar, e as implicações emocionais dessa dualidade naconsciência individual.

Há alguma curiosidade sobre este lançamento que você queira destacar? O curioso do lançamento é que a faixa contém sons que foram conseguidos utilizando técnicas de design de som especialmente desenvolvidas para captar a reverberação acústica e a atmosfera da cultura industrial, inspiradas pela ligação com o Zollverein, Património Mundial na minha cidade natal, Essen.

Respostas Laube (Tobi)

Pablo Eskobear“Sicario Serenade” – (Estados Unidos) – [MINI ENTREVISTA]

O que a música diz e qual é a sua mensagem? É mais instrumental. É mais sobre a vibe geral da música do que sobre a letra. Imagine um assassino sexy fazendo uma serenata para você em uma festa de cartel 😉

Como e por que essa música nasceu? A música nasceu da busca por samples latinos divertidos e groovy em inúmeros discos. Esta foi baseada especificamente em um antigo disco mexicano do tipo mariachi.

Musicalmente, como você descreve isso? Uma batida eletrizante de trap latino que pulsa com excitação e energia. Esta faixa é uma mistura perfeita de ritmos groovy e saltitantes e metais latinos sensuais, complementados por uma bateria de trap contundente e um subgrave 808 profundo. É certo que fará sua cabeça balançar.

O que a capa da música representa? O álbum ‘Trapped in the Forest‘ é uma compilação de batidas de trap na qual sampleei coisas do mundo todo, incluindo México, Colômbia, Rússia, Ucrânia, Japão e EUA (daí os X no mapa na capa do álbum).

Respostas Pablo Eskobear

administrator
Fundador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Apaixonado pelo Brasil e por seus grandes artistas.