24 de maio de 2024
Além da BR

Tensão, melancolia e intensidade ambientam a nova canção de J. C. Clements

“Paragon”, o novo single da cantora e compositora norte-americana J. C. Clements, é um hino de consolação, de encontrar luz no fim do túnel. O título da canção se refere a uma cidade indiana, que fica localizada perto da fazendo da família da artista. Isso é bom dizer porque “Paragon” é uma mensagem de quem encontrou abrigo e consolo ao lado de sua família, durante uma crise de abuso e dependência de drogas. Para Clements, a cidade Paragon a lembra que nasceu para a felicidade e merece ser amado e tratado com dignidade. Escrita com Chris Forte, a música carrega uma sonoridade que une folk e rock e é ambientada numa melancolia e tensão que respiram a intensidade.

Embora J. C. Clements seja madura artisticamente, sua carreira solo discográfica se iniciou cedo, em 2022, com o EP “Distance”. Não é exagero indicar este EP também, bem com o outro single que ela lançou no início deste ano. Confira!

Letra (tradução: Google Tradutor)

Eu sou uma mulher boa demais
e tenho sido boa demais com você
Para deixar você me tratar desse jeito
e dizer que ainda seremos amigos
Estou retomando meu mundo Vou
me amar
Eu sou uma mulher boa demais
Traga-me para casa
Traga-me para casa
Paragon
Amigos observaram de longe preocupados porque meu coração
não pode acreditar que durou tanto
Agora vejo onde errei e o inferno em que me guardei
Estou retomando meu mundo
Eu me amo de
novo sou uma mulher muito boa
Traga-me para casa
Traga-me para casa Paragon
Sim, eu sou muito boa
Eu sou uma mulher muito boa
Traga-me para casa
Traga-me para casa Paragon
Há tanto que perdi só por amar você
Será
que algum dia conseguirei ter meu coração
de volta inteiro ? uma mulher muito boa Traga-me para casa Traga-me para casa Paragon Eu sou uma mulher muito boa Traga-me para casa Traga-me para casa Paragon

administrator
Fundador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Apaixonado pelo Brasil e por seus grandes artistas.