13 de abril de 2024
Além da BR

Um amor inesquecível e findado é o que canta o mexicano Puerto Mariel em “Yo Soy el Solitario”

A cidade mexicana Guadalajara abriga um artista competente quanto à tarefa de compor e gravar músicas de excelência. Seu nome é Puerto Mariel e é possível reconhecer essa ideia de boa estética em sua discografia solo recém lançada. O seu segundo e mais recente single é “Yo Soy el Solitario”, onde o cantautor mexicano levanta um cartaz com os dizeres “Porque é melhor estar sozinho do que ter um amor para esquecer”.

É assim, com um pensamento caótico quanto à frieza dos relacionamentos atuais, que ele canta as mazelas de um amor findado no passado e impossibilitado de ser esquecido, ainda que as tentativas tenham sido exageradas. Em nota à imprensa, Puerto diz que “Yo Soy el Solitario” se destina àqueles que foram marcados profundamente por um amor, um selo com “eterno” no prazo de validade.

Quanto à sua origem, o compositor Puerto Mariel (responsável na gravação pelo vocal e violão) contou que baseou-se na história de seu mentor de longa data do campo jurídico, quando Puerto era estudante de direito. Este homem vivia regido pela noite, pelo jogo e pelo vinho, mas eram ações que serviam apenas para atenuar a dor cravada por um grande amor.

Com sonoridade agitada (entretanto com atmosfera sombria), a música é uma fusão de pop rock, surf rock, rumba e toques sutis da música mexicana. Vale dizer que “Yo Soy el Solitario” tem produção musical de Alex Pérez Sandoval e ficha técnica que inclui respeitados músicos do rock local. A música é o segundo single revelado do seu EP de estreia, previsto para este 2024.

administrator
Fundador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Apaixonado pelo Brasil e por seus grandes artistas.