Conecte-se conosco

Clipe

[ENTREVISTA] John Mueller renova as esperanças no single “A Gente Precisa Desse Carnaval”

Publicado

em

(Capa do single – Arte de Vanessa Neuber)

Em 2021, em decorrência da pandemia, o queridíssimo carnaval teve que ser cancelado. Porém, como já noticiamos aqui, os artistas não querem deixar o público na mão, como é o caso de Chico Chico em “Gatos Pingados”, single lançado que traz uma marchinha. Essa solução parece ter sido uma saída para levar a folia, nem que seja apenas nos fones de ouvidos.

É nesse embalo, que o cantor e compositor John Mueller lança a canção “A Gente Precisa Desse Carnaval”, porém, traz uma melodia suave, uma MPB, enquanto a letra, escrita pelo letrista Serginho de Almeida, se baseia no carnaval para gritar votos de esperança e revolução.

O som gravado em Recife (PE), pelo Móbile Studio é, nas palavras do músico, “’A Gente Precisa Desse Carnaval’ tem um sabor nordestino nos arranjos, na concepção de ideias e na sonoridade, e um coração completamente brasileiro. Esperamos que o público goste, a canção é dedicada a ele”.

É importante ressaltar que, assim como muitos artistas brasileiros, John foi agraciado pela Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc. “A Gente Precisa Desse Carnaval” já está disponível nas plataformas digitais de música e o clipe que a ilustra no Youtube.

SOBRE JOHN MUELLER

É cantor e compositor de Música Popular Brasileira (MPB). É vencedor do Prêmio Grão de Música 2019, sendo o único catarinense entre os 15 artistas brasileiros premiados no Teatro Olido (SP). Indicado como Melhor Autor no Prêmio Profissionais da Música Brasileira 2019 e 2020. Possui dois álbuns solos: “Por Um Fio”, gravado em 2014, no Rio de Janeiro, com produção de Jorge Helder (Baixista de Chico Buarque e Maria Bethânia) e dos músicos Armando Marçal (na percussão), Cristóvão Bastos (no piano), Jorge Helder (no baixo), Kiko Freitas (na bateria) e Ricardo Silveira (na guitarra). O segundo álbum, “Na Linha Torta” (2018) foi gravado no Estúdio The Magic Place, em Florianópolis, e teve participações especiais de Guinga, Cristóvão Bastos, Bruno Moritz, Fabi Félix e Ana Paula da Silva, com produção, novamente, de Jorge Helder, e com o time de músicos que sempre tocaram com John Mueller, Caio Fernando (no baixo), Mazin Silva (na guitarra), Jimmy Allan (na bateria), Rafa Girardi (no piano) e Ruan Mueller (percussão e bateria).

Foi o único brasileiro selecionado para o Festival Internacional de Cantautores, na Costa Rica, em 2018. Foi vencedor da categoria Melhor Cantor no Prêmio da Música Catarinense 2018. Ainda, em 2018, fez turnê internacional e obteve críticas nos melhores jornais e mídias brasileiras sobre os discos, entre eles Mauro Ferreira, do G1 Globo; Tarik de Souza; também por Carlos Calado, citando o álbum “Na Linha Torta” entre os melhores discos de 2019; matéria na Folha de São Paulo, por Carlos Bozzo, e também no Zero Hora, por Juarez Fonseca. Esteve em destaque no Canal de Música “Um Café Lá em Casa”, por Nelson Faria, sendo citado no programa Talentos 2019. Em 2021 irá gravar o terceiro disco da carreira solo com participações confirmadas de grandes nomes da Música Popular Brasileira. Acompanhe o artista pelo www.instagram.com/johnmuelleroficial

(Fonte: assessoria de imprensa do músico)

Matheus Luzi – A brasilidade dessa canção chega a arrepiar! Quero saber das suas próprias palavras, o que pensa a respeito da letra e sonoridade de “A Gente Precisa Desse Carnaval”.

John Mueller – Penso ser necessário falar de um tema tão presente no nosso cotidiano. Serginho de Almeida meu parceiro letrista nesta canção, foi muito feliz e acertou demais. Essa canção é para o povo brasileiro, um povo que é forte e não se dobra, vai se erguer…  Falando da música pensamos em trazer uma sonoridade típica brasileira com a fusão do jazz. É uma mistura de samba, maracatu e jazz. Eu gostei muito dessa ideia e penso que conseguimos chegar num resultado muito bom e interessante, que conversa com a música e com o público.

Matheus Luzi – O que essa música representa para o Brasil e para o mundo, já que está sendo lançada em meio a pandemia?

John Mueller – Tem um quê de esperança na canção, mas ao mesmo tempo uma indignação e um “saco cheio” com tanta coisa ruim acontecendo no Brasil. É preciso florescer, precisamos mudar o que está aí e a música é um canal para esse diálogo. Carnaval aqui é revolução… Aí sim vai ter motivo para dançar para mais que só sobreviver…

Matheus Luzi – Ainda nessa questão: em dois momentos da canção, você fala em uma “nova era” e de uma “nação que quer crescer”

John Mueller – Aqui vou trazer um comentário do próprio autor da letra, “Nesta letra, neste samba, falo de uma revolução que precisamos fazer, em meio a este momento difícil pelo qual passamos, no país… Uma revolução na alma, no coração, uma revolução dos cravos, das rosas, de praças de maio, das almas tomadas de assalto pelas ditaduras de não se poder SER, e, sobretudo, sobre a dura realidade em que vive, nestes tempos, o povo brasileiro. Carnaval aqui significa revolução, samba é poesia e mudança de postura, de vida, de tudo, numa mensagem de esperança e de força para seguir sempre em frente”, letrista Serginho de Almeida. 

Matheus Luzi – Poeticamente, o que você traz nesse lançamento? Há algum verso ou trecho que você gostaria de destacar?

John Mueller – Uma revolução vestida de Carnaval. Quanto ao verso: “Já tá faltando pau pra tanta cobra, mas esse povo é forte e não se dobra vai ser erguer e se não der no justo, vai no jeito sambando nos narizes contrafeitos florescer…”

(Crédito: Lucas Lima / Divulgação)

Matheus Luzi – Como foi compor a melodia desse som? E a respeito da relação com Serginho de Almeida, autor da letra, o que você tem a dizer?

John Mueller – A melodia veio inteira e terminei no mesmo dia. Eu estava com violão na mão estudando e de repente saiu a melodia, gostei do que estava vindo e comecei a harmonizar. Depois disso terminei, gravei no celular e alguns dias depois voltei a ouvir para ver se eu ainda gostava do que ouvira. Enviei para o Serginho pôr a letra. Sobre o Serginho, essa é nossa segunda parceria, a primeira a ser gravada oficialmente. É um grande letrista, um grande talento, e nesta canção penso que foi muito assertivo no tema, nas palavras, além da poesia. Casou muito bem com a melodia trazendo uma dose de esperança para canção.

Matheus Luzi – Para 2021, você terá outros lançamentos? O que vem no futuro próximo de John?

John Mueller – 2021 promete muitas novidades, estou super inspirado e querendo produzir. Já para esse semestre terá gravação do DVD e CD ao vivo em duo com meu irmão de som e grande guitarrista Mazin Silva. Já temos a data para gravar (25 e 26 de fevereiro) e se tudo der certo e as coisas voltarem ao normal (Digo: todas as pessoas vacinadas e podendo fazer shows) faremos alguns shows de lançamento desse trabalho em duo). Além do DVD irei lançar mais alguns singles e ainda em 2021 também tenho planos para gravar meu terceiro disco em estúdio. Ou seja, será um ano de muita produção e lançamentos. E se as coisas melhorarem (como mencionei acima) tenho planos de shows, turnês no Brasil e na Europa.

Matheus Luzi – Você tem alguma história ou curiosidade interessante para nos contar referente a esse assunto?

John Mueller – Não sei se seria curioso, mas talvez polêmico [rsrs]. Quando estávamos fazendo a campanha de divulgação deste novo single. Algumas pessoas começaram a criticar a canção, principalmente por conta do título, dizendo: não precisamos de carnaval nenhum, que você (no caso eu, [rsrs]) estava maluco em apoiar essa festa, etc e etc. No entanto não ouviram a música na íntegra ou não entenderam o recado. Eu vou mais pela primeira opção. Pois quando eu respondia os comentários, perguntando se teriam ouvido a música, muitos não respondiam nada e outros até voltaram dizendo ter ouvido e gostado.

Matheus Luzi – Agora deixo você livre para falar o que quiser.

John Mueller – Espero que quem esteja lendo essa entrevista possa passar na sua plataforma digital preferida e ouvir esse #novo #single ou videoclipe no YouTube. A canção é para todo o povo brasileiro…. Precisamos desse carnaval.

FICHA TÉCNICA

Música: A Gente Precisa Desse Carnaval
Autores: Música: John Mueller, Letra: Serginho de Almeida
Músicos nessa faixa: Tiago Silva (Bateria), Emerson Andrade (Baixo acústico), Romero Medeiros (Piano), Adilson Bandeira (Clarinete e Clarone) e John Mueller (Violão e Voz)
Produção Musical e Arranjos: Breno Rocha, Emerson Andrade e John Mueller
Gravado no Móbile Studio, em Recife/PE
Mixagem e Masterização: Emerson Andrade
Documentário, Fotografia, e vídeo clipe: Lucas Lima
Figurino: Serpentina Moda e Folia
Estilista Pessoal: Pollyana Ramalho
Arte da Capa – Vanessa Neuber

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortugueseSpanish