18 de julho de 2024
Extras

Confira na íntegra as letras do EP “Nasce Mais Um Monstro”, de GU1NÉ

“Nasce Mais Um Monstro”, o EP de estreia do rapper GU1NÉ, é também uma resposta aos que não acreditaram nele. “Como preto e favelado, percebi que queriam me ver como um monstro, morto ou perdido no mundo do crime, e esse EP veio para ressignificar a palavra que usavam para me descrever, para retificar o curso e o propósito do caminho. Descrevo os desejos, os amores e os desafios que um periférico enfrenta ao crescer em ambientes adversos, onde a violência, a pobreza e a falta de oportunidades são uma realidade constante”, contou o mineiro GU1NÉ, que aos dez anos se mudou com sua família para Carapicuíba-SP, fugindo da criminalidade do bairro onde viviam em Belo Horizonte-MG.

Esse fato é importante para entendermos “Nasce Mais Um Monstro”, já que as seis faixas são retratos das experiências cotidianas de GU1NÉ em ambas periferias, o que torna o trabalho uma leitura fiel da sua realidade. “O EP surgiu após uma reflexão sobre minha jornada, desde os becos de Santa Sofia em Belo Horizonte até as ruas de Carapicuíba, SP. A vida me fez buscar as coisas com muita garra e perseverança, e as situações que enfrentei me moldaram como um monstro. Sem essa atitude e rebeldia para enfrentar as circunstâncias, eu acabaria me conformando com elas. Citando o que vi e vivi nas ruas, enfatizando que sem essa ‘maldade’, o mundo vai te engolir, a vida precisa despertar o monstro que existe em você.”,pontuou ele, que usou o Trap, Drill e West Coast, todos subgêneros do rap, para construir a sonoridade do EP.

“Ao longo das músicas, expresso minha determinação em superar esses obstáculos, muitas vezes recorrendo à malandragem e à resiliência para sobreviver e prosperar. Minhas letras refletem uma mistura de raiva, dor, esperança e determinação, destacando minha luta diária para alcançar meus objetivos apesar das circunstâncias desfavoráveis. Além disso, abordo temas como relacionamentos interpessoais, amor e perda, revelando minhas vulnerabilidades e mostrando minha humanidade por trás da fachada de dureza e bravura. No cerne das minhas músicas, há uma busca por identidade, liberdade e redenção, refletindo a complexidade de minha jornada e a resiliência de meu espírito.”, disse GU1NÉ, pontuando também que o EP tem inspirações em artistas como Djonga, Filipe Ret, Emicida, L7NNON, Tz Da Coronel, Mc Cabelinho.

“Nasce Mais Um Monstro” teve produção musical de Dj Setk Mix e masterização de Mitsuo Moriya. O EP está disponível em todas as plataformas de streaming a partir deste 20 de junho.

Confira as letras do EP

1. SOU EU

sigo ileso hunm

neguin não vou morrer na merda

essa luta neh prova pra quem nasceu na guerra

inspiração no caos mente de perturbado

pra alivia as dores nós da uns trago

é que tá móh estrago no psicológico

um psicanálise pra aliviar meu ódio

mas que se foda o pódio tô na caça do cofre

grana pros meus meninos, abundância, fartura

Eu aprendi na surra que a vida é obscura

Malandragem e fé, sagas desde bebel

Contrariando os bicos, não vou ser réu

Vê só que o jogo é sugo tu tem que ser cruel

Aperta o gatilho, nocivo olhando no olho

Vou te mandar pro céu

Inocência tua achando que o mundo é justo

Desenhos de papel

Essa é a vida mano

eu prometi pra mim que eu não vou ter medo

São várias fita mano

Matando um leão por dia

Se alguém vai vencer essa guerra sou eu

O tal do regenerado

Do afastado,

Preto miserável

Django nato

Mas perturbado

Louco e favelado

Acorrentado

Se sabe, de ouro e bronze

Vida consome,

vingador Roubando os conde

Jogou a onde?

Com essa marra se n vai ligar nenhum

seu flow me cansa,

E nesse jogo eu jurei não ser mais um

E nesse jogo eu jurei, passa o que passe

Eu não me entrego nesse jogo sem maldade

Nós vai chegar no sapatin sagacidade

Ainda nos vai ser feliz nessa cidade

2. OCASIÃO PERFEITA

Fumando dois maço de Carlton

Pensando no próximo passo

Nego posturado e calado

A cara perfeita do enquadro

Um mero quebrada descalço

Bordado ciclone na peita

A vida Pra nós não tá fácil

Então faz favor me respeita

(Mais um daqui sonhou demais, caiu)

Veja bem quem ta por você, sumiu

Nessas horas que tu encontra

O ódio que faltou pra prosseguir

A droga que sobrou Pra ingerir

Ocasião perfeita

Nasce mais um monstro

Toda revolta que há dentro de ti

Pouco eu não vim buscar

Quero uma farta colheita

Difícil vocês entenderem

Qualquer coisa cês aceita

Tô construindo uma ceita

Pregando um preto profano

O foda é que isso que vende

Haters reclamam eu conto

Nego eu n durmo no ponto

Várias cicatrizes eu tô pronto

Otário pra bater de frente

Isso não coragem. Tá tonto!

Movimento no beco,

Carga saindo e entrando

Atividade coeso

Os meus crias faturando

É o crime é o rap

A armadilha o encanto

Os meus versos uma preza

Então desce uma pro santo

Covarde enxuga esse pranto

Seja eficaz pique Django

Calmo nego,

Louco eu to, disposto a faturar

Disso eu não me canso

Quando a esperança cessar

O caos que vai se instalar

Diga quem vai me vingar

Justiça pro lado de cá

Descola uma m4 e uma quadrada

Justiça do homem é uma piada

Assalto esses boy a mão armada

Tatua no peito irmãos metralhas

3. OLHARES

Drogas na minha mente,

Cê não entende que

a vida que eu levo

exige muito de mim

Esse sorriso mente

Vê o que eu vivi

Descarrego o pente

Se vim testar minha fé

Olhares mente pra mim amor

Suas pernas, se abrem igual uma flor

Isso que é vida

De que vale essas roupas

Tira tudo e me mostra

Tua pele na minha

Na pura covardia

Na onda, na brisa

Acumulando rancores

Fui melhor algum dia, não lembro yeh oh

Bom assim, sem piedade

Maldades q me trouxeram aqui

Maluco e alucinado

Amanhecendo chapado

Se fui sóbrio algum dia, não lembro

Yeh ha ooh Bom pra mim,

Sem peso sem culpa

Mais leve,

No corre atrás de um b3ck

as ruas me chamando,

ela me mamando no Covert

Dinheiro minha mania

Esse jogo me consome

Faturo por esporte

Pilotando feito Domi

No corre da vida nas ruas aprendi a nunca temer

Ainda que otario encista em me derrubar

Nunca contei com ninguém sempre fui mais eu

Foda-se sua gang nego

Tá eu e Deus

Oh eu vim buscar o que vocês tirou de mim

Sou o pesadelo que vcs criaram

O pobre louco que subestimaram

A arma bélica sagas igual falcão

Alimentado por medo e por ódio

Predestinado da lama ao pódio

Pulei barreiras buracos e corpos

Já me calaram e agora não calam mais

4. SONHOU COMIGO

Jogando essa raba ela vem

Danada ela sabe que tem sexo

Gosta quer sentar pro cria

Pura curtição putaria

Ligeira abusada atrevida

Cê sabe a pegada do cria te deixa solta se molhou Nega

E olha que eu ainda nem comecei

Juro que eu não volto antes de saber rei

Rebolando a bunda nego olha que beleza

Na cara tarada na rua é mó princesa

E ela quer sentar pro preto de classe a

Quer se aventurar com bandido

Sonhou comigo

E eles quer me dar mais cuidado com seus anseios

Pra tá onde nós tá o amor nunca falou primeiro

O amor nunca falou primeiro

Bem bolado Beck fumando umas track

Ela me olhando assim me lembra panicat

Eu tentando viver de fato pique Ret

Danada me chupando enquanto eu gravo as rec

Pois é marrenta neh não perde a postura

O Zé não botou fé hoje atura ou surta

E ainda é só o começo

Vitória é pra quem paga preço

Eu tô esperto de tropeço paz

Eu mirei uma vida cara

Me liga de madrugada com umas conversas avançadas

Curte transar em frente o espelho

Marquinha de fita no peito

Oh só vai vendo

Vai vendo ela não para de jogar

Malandro oh que veneno

Essa raba é de encantar

Essa raba é de encantar

5. HOJE NÃO

Hoje não

Hoje não tô pra curti

Tô pra sair e causar

Tipo acordar por aí

Em outra cidade

É que ela desfez de mim

O que essa pussy causou

Quando ela sorriu e sentou

Foi na maldade

Cai no conto doutor

Qual o remédio pra dor

É que ela me deixou

saudade bate

Pique a bunda dela em mim

Subindo e descendo

Falando tá gostosim oh

Juro tô vacinado

O que vida fez comigo

Fez mo estrago, amor

Hoje não tô não pra dor

Feridas mal cicatrizadas

Coleciono

Quantas vadias pelada

No meu quarto

Pra esquecer da tua sentada

Drogas e Whuiskey

Vê já é de madrugada

E ainda eu tô que tô

Não sedo ao silêncio

Te mandar mensagem Não vou

Quwe eu tô fodendo, alô

Que maldito veneno

Cedi mas uma vez

Mas não liga

É Que eu tô bebendo,

Saudade que fala né

Nessa nega eu botei na fé

Pena que se perdeu na vaidade

Lembra te disse calma amor

Nesse corre eu vou que vou

Nem que seja só não sou covarde

Hunm vivendo pra Caraí

Focado no futuro o passado doeu demais

Hunm ela de mini saia

Sorrindo pra mim,

Na cama me chama canalha

Vou ironizando a dor

De rolê na minha quebra

Acelerando o motor

Louco a vida é assim

Ou tu faz por você

Ou ninguém bota fé em ti, sorrir

Meu dedo meio é a respostas

Pras adversidade que tentam arrombar a porta

Pra mal intencionado que tenta corta minha brisa

Pra quem duvidou de mim, pra essas vadias

6. DROGBA

Eu to no Pareô

Louco e necessário

Nego vim faturar pique Romário

Mais destacado com um beck bolado

Ak de rima rara eu que disparo

Cria de morro sabe como é sempre na fé

Eu vou que vou nem que seja a pé

(sem temer eu vou)

Deus me deu letra eu fui busca o flow

Deus deu talento eu que bati pro gol

Modo Drogba no ataque

To voando alto você sabe

De gueto não falha não teme

Não vou parar agora

Nós ta na melhor fase

Nos dias de glória

Pretgo com auto-estima e bem trajado é foda

Você ta vivendo mesmo ou tá contando historia

Eu fui focado no amamnhã melhor pra viver sem caô

Fiz meu pesim de meia e disse agora eu vou que vou

Louco ve, foi sofrido mas nós chegou

Linha de frente sabe como é

Facão na peita

Corte do jaca no bolso uma ceda

Não devo não temo não corro não rendo

Devolve meu troco você ta me devendo

Sofri pra carai

Passei mó veneno

Vida me ensinou, tudo tem seu tempo

E ela quer a melhor foda quer viajar pra Paris

Sabe que eu sou a fonte da vida que sempre quis

Esse é o impasse você não entendeu

Todos querem uma parte do que é teu nego

Capa da publicação: GU1NÉ em fotografia de Renato dos Anjos

administrator
Fundador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Apaixonado pelo Brasil e por seus grandes artistas.