21 de maio de 2024
Listas de lançamentos

Playlist “Além da BR” #33 – Sons do mundo que chegam até nós

além da br

Somos uma revista de arte nacional, sim! No entanto, em respeito à inúmeras e valiosas sugestões que recebemos de artistas de diversas partes do mundo, criamos uma playlist chamada “Além da BR”.

Como uma forma de estende-la, nasceu essa publicação no site, que agora chega a sua 33ª edição. Neste espaço, iremos abordar alguns dos lançamentos mais interessantes da playlist.

Sons Of Zöku “Earth Chant” – (Austrália) – [MINI ENTREVISTA]

– O que você diz nos versos da música? – Existe uma mensagem específica? Earth Chant é um mantra sônico destinado a ajudar o ouvinte a refletir sobre a importância de viver no aqui e agora. 

– Como você pode definir o som do single? É um tipo de som mundano de canto psicológico.

– Existe alguma história ou curiosidade interessante sobre esse lançamento? Há um mês, pedimos ao público para bater palmas no ritmo de Earth Chant em um festival na Tasmânia, e deixe-me dizer, quando você tem cerca de 200 pessoas ou mais batendo palmas no tempo e você cantando ao lado delas… algo realmente aconteceu, para um momento ali o canto funcionou, não havia nós e eles, transcendemos nossa forma física e nos perdemos no tipo de momento aqui, então e para sempre.

Respostas Sons Of Zöku

Logan Richard – “See Me Like This” – (Canadá) – [MINI ENTREVISTA]

– O que você está tentando transmitir nas letras? As letras são sobre como as pessoas veem você e como você se vê. A vida é sobre descobrir quem você é e cometer erros ao longo do caminho, e essa música é sobre como as pessoas veem você e o que pensam de você enquanto você passa por essa jornada.

– Qual é a mensagem da música? A música é sobre viver sua vida preocupada com o julgamento dos outros, então a mensagem da música é não viver dessa forma. Obviamente, outras pessoas vão pensar o que quiserem sobre você conforme você passa pelas diferentes fases da vida, mas essa música é sobre não deixar que isso suba muito à sua cabeça.

– Como você pode definir o som do single? Música pop acústica animada com gostos de fuzz e grit.

– Tem alguma história ou curiosidade interessante sobre esse lançamento? Escrevi essa música rapidamente no piano vertical do meu apartamento, e o piano que você ouve na gravação é o mesmo piano. A gravação era para ser apenas eu e o piano, mas decidimos trazer a banda, mostrar a música, gravar e ver o que acontecia. O que você ouve é o resultado disso. 

Respostas Logan Richard

miles from nowhere – “A Little Bit” – (Canadá) – [MINI ENTREVISTA]

– Em geral, sobre o que é essa música? A música é sobre os relacionamentos que você perde à medida que envelhece e como isso é apenas uma parte da vida. “É tudo amor, você não sabe“, é realmente a frase que deixa claro o ponto. Vai ficar tudo bem, você tem a sua vida, eu tenho a minha, todo o tempo que alguém passa junto é limitado. Seja grato por isso e ame as pessoas que você tem em sua vida.

– O que isso nos diz? Espero que essa música ajude as pessoas a sentirem que tudo ficará bem. O título do disco é verdadeiramente a mensagem de tudo isso. Espere um segundo, não se preocupe. Devagar, viva. Queremos que nossas músicas toquem como polaroids. Vislumbres de momentos, fragmentos da história de uma vida. É tudo de bom.

– Como isso aconteceu? Ele surgiu durante uma sessão de gravação tarde da noite em Hamilton, Ontário, Canadá. Foi outra de Jason Bhattacharya e minhas canções, onde apenas rolamos a fita para ver o que aconteceria enquanto tocávamos juntos. Ao contrário de muitas outras músicas que escrevi, esta foi totalmente criada na guitarra. Depois que a música foi gravada, Jason e eu criamos a melodia e começamos a criar letras que combinassem com a música e a mensagem que queríamos transmitir. Queremos que nossas músicas sejam tocadas organicamente.

– Comente sobre o arranjo e as referências musicais que podemos encontrar na música. – Existe alguma história ou curiosidade interessante sobre essa música? O groove mid-tempo é essencial nesta música. A bateria e a guitarra foram gravadas juntas e o riff veio da gente mexendo na afinação Open D. Essa música tem muita influência de outro artista canadense, Bahamas, assim como Leif Vollebek. Outra influência, um pouco mais sutil, vem dos Alabama Shakes. O título original provisório da música era “Alabama Shook” porque queríamos canalizar um pouco de sua alma impulsionada pela guitarra para a música.

Respostas miles from nowhere

Marja Jokiperä – “Algorhythm of Love” – (Finlândia) – [MINI ENTREVISTA]

– O que a letra da música nos diz? E se houver algum tipo de algoritmo universal de amor que oriente nossos sentimentos e relacionamentos. E isso também é mutável se nos esforçarmos o suficiente. E por que algoRHYTHM? Simplesmente porque estamos falando aqui de música, e não haveria música sem ritmo.

Qual seu conceito? O conceito dessa música é que, se você sonha com algo em sua vida, pode alcançá-lo se realmente quiser. Nada é impossível!

– Qual o contexto em que a música surgiu? Originalmente, esta música foi feita para o show de seleção nacional do Festival Eurovisão da Canção na Finlândia. Infelizmente, não chegou ao show de seleção final.

Como você pode definir a sonoridade da música?Eu também sou pianista e sempre gostei de elementos orquestrais combinados com pop e rock. Portanto, foi uma escolha natural dar ao piano e às cordas um papel principal atrás dos vocais. Ao mesmo tempo tentei envolver alguns ritmos modernos para que o som não fosse muito “artístico”, mas também “dançante” e mais interessante. Eu tentei encontrar um som que seria individual e não necessariamente lembrando imediatamente algum outro artista. Marja é uma cantora magnífica e, naturalmente, também tentei dar muito espaço para sua voz única, então ela está no papel principal o tempo todo.

– Há alguma história ou curiosidade interessante sobre este lançamento? Na versão em vídeo desta música (https://www.youtube.com/watch?v=1jtkWwGXa7E), você pode ver Marja cantando de forma dramática, com uma “cara de pau” durante toda a música. Mas apenas alguns segundos antes do fim, se você olhar bem de perto, poderá ver o rosto dela se transformando em um sorriso. Por trás dessa cara de pôquer existe uma pessoa calorosa, positiva e divertida…

Respostas Marja Jokiperä

The Jerrys – “Think for Myself” – (Estados Unidos)

A banda britânica The Jerrys estreia 2023 com o single “Thrink for Myself“, mais uma afirmação de sua sonoridade power pop, estampada em seus 14 lançamentos, incluindo 5 álbuns e 2 EPs. Este lançamento, uma composição ácida e frenética, versa sobre a possibilidade de nós sermos os autores das nossas próprias decisões. “Não sou um Grande fã de pessoas que pensam por mim, então, depois que decidi o título da música, escrever o resto da música foi fácil.”, diz o autor da faixa, Jerry Schwartz, cantor e guitarrista fundador da banda. Confira esta novidade nas plataformas de streaming!

administrator
Fundador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Apaixonado pelo Brasil e por seus grandes artistas.