26 de fevereiro de 2024
Listas de lançamentos

Playlist “Além da BR” #36 – Sons do mundo que chegam até nós

além da br

Somos uma revista de arte nacional, sim! No entanto, em respeito à inúmeras e valiosas sugestões que recebemos de artistas de diversas partes do mundo, criamos uma playlist chamada “Além da BR”.

Como uma forma de estende-la, nasceu essa publicação no site, que agora chega a sua 36ª edição. Neste espaço, iremos abordar alguns dos lançamentos mais interessantes da playlist.

Em Spel – “Ghost Story” – (Estados Unidos) – [MINI ENTREVISTA]

– Resumindo, que música é essa? “Ghost Story” como uma melancólica canção folclórica sobre as formas como a memória se manifesta no mundo ao nosso redor. Começa com um arranjo simples de guitarra, pontuado com sons íntimos e estranhos de sintetizador, que se abrem em um som maior e brilhante no meio da música, flutuando em uma linha de baixo crescente e reconfortante. Esta é uma música que me faz sentir como se estivesse olhando para a lua.

– O que as letras nos dizem? O personagem principal da música é alguém que não quer pensar no passado, mas não consegue deixar de sonhar com ele. Em última análise, é uma música sobre negação – você pode tentar fingir que não vê seus próprios fantasmas, mas pode não ter sucesso.

Eu não tenho tempo para fantasmas
Eles não têm nada a me dizer
Nada que não deva ser esquecido
Poderia ser um padrão no vento
Ou talvez um galho quebrado no quintal

Então se eu adormecer e se eu sonhar com
você não significaria nada
As pessoas em meus sonhos estão todas mortas (para mim)

Então…

Se você quiser entrar e ficar um pouco
Você não precisa se preocupar se foi apenas um sonho
Estou confessando Eu
sou novo

Eu sou novo
Eu sou novo
Se eles vierem, o que você fará?
Você pode tentar fingir que não os vê
Você pode tentar fingir que eles não estão lá
Eles são novos
Eles são novos

– Como você pode definir o som da música? As letras flutuam sobre guitarras brilhantes, com melodias fantasmagóricas e peculiares (tocadas por Mabel Kwan) pontuando as palavras. Sou fã de música folk, pop, experimental e clássica, e penso nisso como uma música folk gentil e peculiar, com um som nostálgico e reconfortante.

Tem alguma história interessante ou curiosidade sobre esse lançamento? A letra dessa música surgiu pela primeira vez quando eu estava sentado ao redor de uma fogueira em uma noite de verão, ouvindo pessoas contarem histórias de fantasmas de diferentes culturas. Os fantasmas nas histórias eram muito diferentes – alguns eram gentis, alguns estavam com raiva, alguns só queriam que suas histórias fossem contadas, alguns eram reflexos fracos de eventos antigos. Isso me fez pensar sobre a ideia de fantasmas e como eles nos ajudam a exteriorizar memórias. Se você não tem fantasmas, você está bloqueando o passado?

Respostas Em Spel

Peter Luha – “Drahé kovy (Precious metals)” – (Eslováquia) – [MINI ENTREVISTA]

– O que nos diz a letra da música? A letra da música foi escrita pelo renomado letrista eslovaco Martin Sarvas sobre um tema criminal não convencional. É sobre um roubo fracassado em que o ladrão é convencido a fazê-lo pela mulher de quem gosta. Mas ela tem outro namorado, um policial, com quem roubaram o apartamento antes que o ladrão chegasse. E para ele não há nada esperando lá, apenas a polícia, que o levará para a prisão.

‌- Comente sobre o arranjo dela e as referências musicais que podemos encontrar na música.
Na música, o guitarrista Peter Luha retorna às suas raízes de guitarra rock depois de muito tempo, e gravou uma faixa repleta de elementos de rock e blues, bem como seus riffs de guitarra característicos e solos virtuosos. A composição não tem compromissos e não quer se adequar ao gosto do rádio comercial de forma alguma. A música dá um soco do começo ao fim com um som poderoso e dinâmico.

– Há alguma história ou curiosidade interessante sobre esta música? Peter decidiu apoiar a música com um tratamento visual inusitado no videoclipe, onde se inspirou em seus gêneros cinematográficos favoritos – noir e quadrinhos. E a maior inspiração foi o filme Sin City. Os desenhos do vídeo foram criados pela artista visual Lucia Černeková.

‌- Fale sobre o clipe. O videoclipe foi um trabalho de amor de Peter, que cuidou sozinho de todos os aspectos da produção, desde a gravação e mixagem da música até a filmagem e edição do vídeo. Ele até gravou todos os vocais, tocou todos os instrumentos e editou a bateria, para garantir que sua visão fosse executada com perfeição. E a masterização da música foi feita por Ján Zborovjan da Audio Wizzards.

‌Respostas Peter Luha

Paul Bill Jr. – “Long. Live. Love!” – (Estados Unidos) – [MINI ENTREVISTA]

– O que a letra da música nos diz? A letra conta a história da primeira vez que me apaixonei por minha esposa há 7 anos. Eu escrevi tantas canções, mas nunca uma como esta. É uma história com a qual qualquer pessoa pode se relacionar. Quando você conhece alguém que você sabe que será especial em sua vida, o tempo para. Essa música é sobre essa experiência para mim. 

Qual é a sua mensagem? Eu canto música para a alma. Quero que minha música seja impactante além de apenas uma melodia, batida ou letra. Meu objetivo é que as pessoas possam se conectar a algo real e inspirador e com um pouco de sorte eu possa deixar um legado de esperança, paz, alegria e amor para toda a vida.

– Comente sobre seu arranjo e as referências musicais que podemos encontrar na música. O arranjo é relativamente simples. Eu sou um grande fã de sintetizadores e sons retrô e toda a música tem algum tipo de sabor infundido em algum lugar. Nesse arranjo, eu queria que parecesse atemporal, enquanto ainda tivesse individualidade e algo relacionado à música hoje. Como vocalista, queria trazer de volta a ideia de que está tudo bem CANTAR sua música! Então eu joguei pilhas vocais, harmonias, improvisos e usei minha voz o máximo possível! 

– Existe alguma história ou curiosidade interessante sobre essa música? Além da história por trás da letra da música, gostaria de compartilhar que esta é a primeira música que lancei neste gênero! Estou incrivelmente animado por estar em uma nova direção de sons e inspiração e espero que os ouvintes possam se conectar a esta música e mensagem! Longo. Ao vivo. Amor! 

Respostas Paul Bill Jr.

Hard Stairs – “Bury Me” – (Reino Unido) – [MINI ENTREVISTA]

– O que a letra da música nos diz? Que a Vida é nutrida pela morte – faça. não tenha medo – o amor vai durar.

– Comente seu arranjo e as referências musicais que podemos encontrar na música. Os salgueiros aparecem na música o tempo todo – a música folclórica inglesa, a música country apalacition – a família carter – eles são um símbolo de crescimento e passagem do tempo.

– Existe alguma história interessante ou curiosidades sobre essa música? Se você ouvir com atenção, poderá ouvir uma coruja piando na pista e também uma raposa!

Respostas Hard Stairs

Lucas Pasley – “Moonshine Mack” – (Estados Unidos) – [MINI ENTREVISTA]

– O que a letra da música nos diz? Meu padrasto morreu de câncer neste inverno e escreveu esta música sobre seu avô, Mack Brooks. Mack era um músico lendário em nossa pequena comunidade nas montanhas Apalaches. Ele tinha uma pequena loja no interior, tocava música e produzia bebidas ilegais – chamadas Moonshine. Ele era respeitado por muitas pessoas, tanto por seu caráter quanto por sua musicalidade. A mensagem da música é homenagear essa pessoa notável. 

– As referências sonoras e musicais da música? Em nossa área das montanhas Apalaches, existem dois subgêneros de música tradicional: old-time e bluegrass. Essa música combina os dois. O estilo de tocar banjo é antigo, mas os solos instrumentais e o canto harmônico são mais bluegrass. O vídeo foi filmado em uma casa de dança tradicional local em Sparta, Carolina do Norte, onde moro. Eu jogo lá toda semana.  

– Curiosidades/história interessantes sobre a música? Nas montanhas Apalaches, o luar era uma parte muito importante da comunidade e da economia durante a Lei Seca – quando o álcool era ilegal. Os agricultores poderiam ganhar muito mais dinheiro transformando seu milho em álcool do que vendendo milho como alimento. Existem muitas histórias sobre batalhas entre moonshiners e policiais e muitas histórias de condução rápida pelas montanhas para escapar da polícia.  

Respostas Lucas Pasley 

administrator
Fundador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Apaixonado pelo Brasil e por seus grandes artistas.