21 de fevereiro de 2024
Listas de lançamentos

Playlist “Além da BR” #53 – Sons do mundo que chegam até nós

além da br

Somos uma revista de arte nacional, sim! No entanto, em respeito à inúmeras e valiosas sugestões que recebemos de artistas de diversas partes do mundo, criamos uma playlist chamada “Além da BR”.

Como uma forma de estende-la, nasceu essa publicação no site, que agora chega a sua 53ª edição. Neste espaço, iremos abordar alguns dos lançamentos mais interessantes da playlist.

Just Loud“Shrooms” – (Estados Unidos)

O cantor, compositor e produtor musical Just Loud está realizando o seu novo lançamento, a canção “Cogumelos” (tradução do título). O cara, que busca reinventar o pop americano com pitadas do rock n roll, está em seu sétimo lançamento, o que inclui um álbum e um EP. Nas plataformas de streaming desde 2018, o artista é um ponto fora da curva no cenário musical. “Shrooms” é uma boa forma de provarmos este seu veneno!

Joe Hoster“Mio” – (Suiça)

Depois de um hiato de cinco anos, o pianista suíço Joe Hoster apresentou o single “Mio”, o primeiro de uma série que ele lançará ainda neste ano. “Mio” é uma música de sonoridade celestial dedicada à sua noiva, um presente para ela e para o futuro casamento entre eles. Emocionante e vibrante, talvez estas sejam boas palavras para definir um pouco de “Mio”. Confira!

Scarlett Sullivan“iron shield” – (Estados Unidos)

MINI ENTREVISTAS

Charlilou Loverdose Duo“Dans Ce Monde” – (França)

– Em resumo, o que é esta música? A música evoca que vivemos em um mundo “onde tudo sempre passa mais rápido”. Ela fala sobre o fato de que às vezes ficamos presos ao celular com o risco de esquecer o essencial: “o autêntico, não os milhões”.

– O que a letra nos diz? “Neste Mundo” evoca o turbilhão de exigências, que nos impomos depois de termos “bebido nas imagens perfeitas”, veiculadas nas redes sociais, nomeadamente através do telemóvel. Lilou escreveu a letra um dia quando ela não tinha rede…

– Comente sobre a sonoridade do single, as referências. São sons de electro reggae com influência afro-cubana. Teclado, guitarra, percussão, batida e baixo e vozes harmonizadas. A letra é em francês com o refrão em português.

– Há alguma curiosidade ou história interessantes sobre este lançamento? O single “Dans ce Monde” (Neste Mundo, tradução) foi lançado antes do álbum que será lançado em 5 de maio na íntegra com as outras 11 músicas.

Respostas de Karoline Enerwein alias Lilou

Scat CAT “Love For Sale” – (Canadá)

– Em resumo, o que é esta música? Esta peça é um arranjo de um padrão de jazz de Cole Porter, originalmente escrito para um musical da Broadway. Minha versão é inspirada na versão instrumental do grande trompetista Chet Baker. Raramente foi cantada por homens na primeira pessoa do singular (“eu”), que é o que eu faço, como Elvis Costello e Seal, por exemplo.

– O que a letra nos diz? A letra é uma espécie de “argumento de vendas” para alguém que oferece seus encantos. Escolhi cantar apenas a primeira estrofe. Eu costumo cantar apenas um ou dois versos para deixar mais espaço para minha improvisação scat. No entanto, depois da ponte do tema que eu estava espalhando, senti que os golpes musicais seriam mais bem servidos por palavras do que por sons. Em vez de usar as palavras em inglês para essa parte da música, decidi traduzir a ideia livremente para o francês, conforme me ocorreu. O resultado é: “Amour du jour, jeune amour pour toujours”. Eu gosto, parece ótimo!

– Comente sobre a sonoridade do single, as referências. Criamos uma atmosfera misteriosa para lembrar ruas escuras e enevoadas. O desafio era construir a conversa entre os músicos, e criar uma progressão na intensidade da execução, uma tensão que só se dissiparia no final da ponte. Também brincamos com a estrutura da peça e decidimos não voltar ao tema após o solo de piano. Esta gravação é a segunda tomada que fizemos. Algo mágico aconteceu naquele momento. Todos os músicos estavam sincronizados e a inspiração estava lá. Espero que o público sinta.

– Há alguma curiosidade ou história interessantes sobre este lançamento? Meu parceiro é meu administrador, meu primeiro público, meu primeiro fã, mas também meu crítico mais feroz. Ela riu quando me improvisei como letrista para essa música e resolveu acrescentar a pequena frase em francês (ele me acha engraçado mesmo quando tento ser sério!). Mas mantive minha ideia e acho que estava certo. Sou francófona e orgulhosa da minha língua, toco um jazz muito nicho, e me permito curiosidades. É divertido para mim e ouso pensar que isso me diferencia.

Respostas de Scat C.A.T

administrator
Fundador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Apaixonado pelo Brasil e por seus grandes artistas.