27 de maio de 2024
Além da BR Listas de lançamentos

Playlist “Além da BR” #73 – Sons do mundo que chegam até nós

além da br

Somos uma revista de arte nacional, sim! No entanto, em respeito à inúmeras e valiosas sugestões que recebemos de artistas de diversas partes do mundo, criamos uma playlist chamada “Além da BR”.

Como uma forma de estende-la, nasceu essa publicação no site, que agora chega a sua 73ª edição. Neste espaço, iremos abordar alguns dos lançamentos mais interessantes da playlist.

Johannes Gerstengarbe“Glühend vor Glück” – (Alemanha)

É muito provável que você já tenha se apaixonado, mas não sabia se deveria contar a essa pessoa. Pois bem, é exatamente disso que se trata a letra da nova canção do cantor e compositor alemão Johannes Gerstengarbe. Os primeiros versos já nos colocam perfeitamente neste cenário: “Brilhando de felicidade / Eu sorrio para você / Você não tem ideia / Você lançou um feitiço sobre mim”. Confira e sinta o drama!

Julian Taylor“Georgia Moon” – (Canadá) – [MINI ENTREVISTA]

– Como e por que essa música surgiu? Eu escrevi a música há vários anos. Eu costumava gostar muito de músicas sobre bandidos e queria escrever uma eu mesmo.

– Qual é o conceito e a mensagem desta música, na sua visão? É uma música sobre um assassinato ocorrido em uma rodovia interestadual e como o chefe de polícia rastreia o assassino. É essencialmente uma balada assassina.

– Existe alguma história ou curiosidade sobre esse lançamento? Esta é uma música que só foi gravada ao vivo pela minha antiga banda em 1997. Sempre quis gravar uma versão de estúdio dela. Entrei na Ganaraska Recording Co e fiz uma versão com Jimmy Bowskill, Ian McKeown e Steve O’Connor. Foi muito bom finalmente entrar em estúdio e fazer esse disco.

Respostas Julian Taylor

Kara Cole – “Waiting On You” – (Estados Unidos)

Com produção musical de BMI, a nova canção autoral da cantora e compositora norte-americana Kara Cole é sobre separação de um casal, seguindo a linha do seu novo EP, que tem faixas ligadas a um relacionamento demasiadamente abusivo do qual Kara conseguiu escapar. Segundo ela, “Waiting On You” expressa o sentimento de liberdade que ela sentiu ao ver o mundo com cores reais novamente após se libertar do amante, “quando parei de esperar que ele aparecesse para mim, pude finalmente aparecer para mim”, diz ela, em referência ao amor próprio que descobriu, então. Confira esta belíssima canção!

Hoagie“I Was Sent Here” – (Estados Unidos) – [MINI ENTREVISTA]

– O que você diz nesta música, qual sua mensagem? Pelo valor de face, “I Was Sent Here (To Save Rock & Roll)” é uma canção interpretada por um vocalista egoísta sob o feitiço de um complexo de Deus comicamente delirante. Claro, a música está realmente tirando sarro de tais pessoas da frente, tanto da era de ouro do rock and roll que inspira a música da música quanto dos dias atuais.

Mas “I Was Sent Here” também pode ser interpretada de forma mais literal, como um hino para compositores mais bem-intencionados que, por outro lado, são humildes demais para seu próprio bem. Para eles, a música é mais uma receita do que uma paródia. O objetivo é incentivá-los a manifestar a confiança de uma estrela do rock global cuja música tem um impacto profundo no mundo, porque continuar com esse tipo de confiança sobre a música de alguém é a única maneira de causar tal impacto.

– Como você pode definir a sonoridade do single? Escrevi e arranjei “I Was Sent Here” como um exercício de absurdo do rock clássico. Assim como a letra é sobre convocar a estrela do rock interior, o arranjo musical é uma parte vocal bombástica condizente com tal personagem, apoiada por uma cacofonia de riffs de guitarras elétricas com overdrive. A música pretende evocar tudo, desde Led Zeppelin e The Raspberries até AC/DC e as bandas de “hair metal” dos anos 80. A progressão da música é composta principalmente de acordes maiores simples, alguns dos quais ficam fora do círculo de quintas, um tributo atrevido à estranheza composicional segura dessas bandas.

Apesar do tema auto-obcecado de “I Was Send Here”, várias outras pessoas ajudaram a fazê-lo. Max Kulicke toca o solo de guitarra corajoso e acrobático que fornece o lastro emocional da música, que também apresenta Shane Luckenbaugh na bateria e Joe Michelini na guitarra e baixo. Michelini também produziu, projetou e mixou a faixa, que foi masterizada pelo lendário Alan Douches na West West Side Music.

– Há alguma história ou curiosidade interessante sobre este lançamento? A origem de algumas das letras da música pode ser de algum interesse. Por exemplo, o primeiro verso é dirigido aos supostos porteiros da indústria da música – por exemplo, executivos de gravadoras, agentes de reservas e artistas consagrados – que parecem exercer controle perpétuo sobre ela, não por meio de uma meritocracia ou de qualquer pagamento genuíno de dívidas, mas sim por nepotismo, sorte ou um tipo mal definido de “direitos de posseiros”. Do ponto de vista de quem é novo na cena, pretende sacudir esse status quo e devolver o rock and roll aos seus (talvez míticos) melhores dias, quando tais forças não prevaleciam.

O segundo verso pode ser mais controverso, pois menciona especificamente dois cantores/compositores modernos com pseudônimos pseudo-religiosos (Father John Misty e St. Vincent), e os repreende por seus respectivos niilismo e narcisismo. Sou fã desses dois artistas, mas acredito que eles desperdiçaram as chances que tiveram de salvar o rock and roll (ou pelo menos ter um impacto mais positivo nele), e “I Was Sent Here” foi uma oportunidade para eu compartilhar essa opinião em uma música. Só para constar, continuo torcendo para que os dois aproveitem melhor a fama!

Respostas Hoagie

Ben Railway Robey – “The girl i like to see” – (Reino Unido) – [MINI ENTREIVSTA]

– O que esta música traz em sua letra? Esta música reúne duas esferas da vida em um assunto simples. Não faz diferença se você tem tudo ou nada, você nunca saberá aquele momento até que aconteça, no decorrer do seu dia e ao olhar para baixo você percebe que sua renda está desfeita. Ao se abaixar para amarrar a renda, você olha para cima e ‘aquele momento mágico acontece’ onde você vê a mulher mais linda que você já viu. E naquele momento, enquanto seu coração dispara, você apenas espera que ela se conecte com você através do contato visual.

– Quais elementos você trouxe na sonoridade? O elemento musical por trás disso é muito parecido com a situação lírica. No início, você transmite sua sensação normal, mas depois, quando seu coração começa a sentir algo, ele se conecta, pois parece que está dirigindo e bombeando mais rápido.

Respostas Ben Railway Robey

administrator
Fundador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Apaixonado pelo Brasil e por seus grandes artistas.