27 de fevereiro de 2024
Além da BR Listas de lançamentos

Playlist “Além da BR” #84 – Sons do mundo que chegam até nós

além da br

Somos uma revista de arte nacional, sim! No entanto, em respeito à inúmeras e valiosas sugestões que recebemos de artistas de diversas partes do mundo, criamos uma playlist chamada “Além da BR”.

Como uma forma de estende-la, nasceu essa publicação no site, que agora chega a sua 84ª edição. Neste espaço, iremos abordar alguns dos lançamentos mais interessantes da playlist.

Kerry Charles“Cream of The crop” – (Estados Unidos) – [MINI ENTREVISTA]

– O que você canta nessa música e qual a sua mensagem? Cream of the Crop é sobre aquela sensação de quando você encontra alguém do seu passado e essa pessoa cresceu muito… e talvez não de uma forma que tenha sido muito boa para ela.

– Em que situação nasceu a música? Cream of the Crop foi uma das poucas músicas que gravei com o excelente baixista Chris Smith e apresenta um dos meus solos de sax favoritos que Max Cudworth já tocou.

– Musicalmente, que música é essa? Yacht rock, jazz rock, funk rock, diga-me você!

Respostas Kerry Charles

The Stemmas“Walking Around” – (Estados Unidos) – [MINI ENTREVISTA]

– Que música é essa? Andando por aí

– Qual é a sua mensagem para o mundo? Dance diariamente e deixe de lado os pensamentos que giram em seu cérebro e que não lhe servem bem.

– Em que contexto surgiu? (História de origem de “Walkin Around”)

A música retrata a alegria e o senso de comunidade que podem surgir durante uma grande experiência em um festival de música. O tempo para o mundo exterior não existe e estranhos tornam-se amigos. É totalmente envolvente, mas passageiro.

 -Como você criou o som? (Influências de produção) A produção foi influenciada por estúdios clássicos de Londres, como Trident e Abbey Road, e usou muitos equipamentos vintage (Marshall, bateria Ludwig, Fender, compressores valvulados) e a sala da Station House Studio em Los Angeles onde gravamos tinha muito a ver com o som e a vibração geral.

Respostas The Stemmas

Landon Keller“Bloom” – (Estados Unidos) – [MINI ENTREVISTA]

– O que há nos versos dessa música? Os versos desta música comparam os humanos à natureza. As flores, árvores etc. Sou do estado de Indiana, onde os invernos são frios e escuros por alguns meses. Eu luto com a falta de luz solar. Eu luto por não poder estar tanto ao ar livre. Luto com o céu cinzento e as árvores sem folhas.

Todos nós vivemos mais na primavera, assim como a vida vegetal e animal. As flores precisam de luz solar e água para florescer. Eles também precisam ser capazes de lidar com as tempestades. Eles crescem da lama e do esterco. Apesar do ambiente, elas florescem e se transformam nas coisas mais belas e perfumadas conhecidas pelo homem.

Esta é a minha esperança para toda a humanidade. Pegar o que é bom e o que é ruim e usar ambos para florescer no que temos de melhor.

– Em que situação surgiu essa música? Esta música foi escrita durante COVID. Ou o que gosto de chamar de “o longo inverno” na primavera de 2022, minha filha de 6 anos, June Elizabeth, me mostrou um poema que havia escrito. Foi intitulado simplesmente, Flowers Bloom. Fiquei chocado com a simplicidade e a beleza do título. Essa foi a inspiração inicial para a música.

O título foi o que me fez pensar mais profundamente sobre as semelhanças entre os humanos e a natureza. As flores simplesmente florescem, é isso que elas fazem. Eu ajudei minha filha a florescer e agora ela estava me inspirando a fazer o mesmo com este poema.

June tendo a coragem de escrever e compartilhar seus escritos comigo me deu coragem para escrever Bloom.

– Qual a sua descrição do som desse single? Esse encontro com minha filha também me inspirou a tentar algo novo com o gênero e a sonoridade dessa música. Desde que eu era criança, sempre fui atraído pela música soul. Motown e músicas de Muscles Shoals Alabama são gravações que mais me atraíram. Fiquei tão impressionado com minha filha tentando algo novo que decidi também. Além disso, a música tinha um toque épico e de hino e pensei que seria melhor ser escrita e tocada melhor no gênero soul/blues.

Eu sabia que queria chifres nele, com certeza. Meu amigo, Josh Kaufman, ganhou o show The Voice em 2014. Ele é muito emotivo! Então pedi a ele para produzir o single e fazer os vocais de apoio.

Eu sempre amei muito esse gênero, mas nunca tentei escrever e atuar nesse gênero até agora. Minha filha inspirou tudo isso. Esta música é dedicada à minha filha June Elizabeth Keller

– O que essa música diz sobre sua carreira? Essa música sou apenas eu dizendo, vou continuar fazendo o que sou apaixonado, que é escrever, gravar, tocar e tocar música. Desde então, escrevi mais músicas nesse gênero soul. Estou entrando em estúdio para gravar o próximo single agora. A música se chama Bring Me Your Love. Deve ser lançado nos próximos meses, então siga-me e adicione-me em todos os sites de streaming e mídia social! E também playlist e compartilhe minha música, Bloom.

Eu realmente não vejo mais Bloom como minha música. Eu escrevi para todos vocês. É uma mensagem em uma garrafa para quem a encontrar e considerar que vale a pena guardá-la. Espero que as pessoas se identifiquem pessoalmente com Bloom. Espero que a música inspire as pessoas. É para os oprimidos e para as pessoas que, apesar das dificuldades, continuam a crescer! Espero que a música vá muito bem para que eu continue a criar, gravar e compartilhar mais músicas com o mundo. Mas, já considero o Bloom um sucesso, uma vitória! A história e a experiência da história de sua criação são muito maiores que a música em si, para mim. Embora eu ame tanto essa música! Quero que todos vocês floresçam!

Respostas Landon Keller

Calico Mantra – “Life’s an Illusion” – (Estados Unidos) – [MINI ENTREVISTA]

– Em resumo, o que é esta música? A música é sobre como a sociedade nos fez sentir que vivemos em um mundo onde tomamos nossas próprias decisões, enquanto na realidade o mundo corporativo e os políticos controlam tudo completamente. O que nós, como sociedade, apenas queremos fazer (em termos gerais) é “ficar fodidos” e ignorar os maiores problemas e situações que enfrentamos como indivíduos. Então escrevemos essa música para destacar esses sentimentos, embora de uma forma interessante. Acho que o tom da música transmite uma vibração Who/Beatles/Yes do final dos anos 60. Esperamos trazer nossa música para o mundo e espalhar o amor por toda parte.

Respostas Calico Mantra

Ryan Morgan“Hey Lover” – (Austrália) – [MINI ENTREVISTA]

– Resumindo, como você pode apresentar essa música, o que é? Hey Lover é uma faixa de R&B com um groove descontraído e vibrações nostálgicas interpretada pelos artistas Ryan Morgan e Liya. Ele captura a experiência de um caso de amor em estágio inicial e a emoção de movê-lo para um lugar mais sério.

A faixa traz vocais masculinos e femininos e foi produzida por Ryan Morgan, mixada por Zany Pro e masterizada por Colin Leonard (Beyoncé, Bad Bunny, Justin Bieber).

– O que você canta na letra, qual é a sua mensagem?A letra reflete os primeiros estágios de um caso de amor e a oportunidade de levá-lo a um lugar mais sério. Mostra as diferentes emoções vivenciadas neste momento – excitação, medo de se machucar, insegurança e expectativa.

Você pode ouvir os artistas tranquilizando e encorajando uns aos outros para dar o próximo passo. A mensagem principal seria dar o salto e aproveitar a oportunidade para o amor quando ela surgir.

– Que referências rítmicas temos nessa música? A música tem uma fusão de influências de R&B, pop e afrobeat. Isso pode ser ouvido com a caixa de aro que continua a impulsionar o ritmo ao longo de toda a música junto com os graves (bumbo e baixo), que receberam muita atenção durante a fase de mixagem e masterização.

A bateria é sobreposta com sintetizadores, piano elétrico, guitarras, cordas e trompas, o que contribui para a vibração gelada do verão.

– O que você destaca nesta música? Eu destacaria os vocais da faixa que focaram nos tons e na dinâmica. O refrão também teve uma abordagem R&B da velha escola com múltiplas camadas e harmonias.

Eu também destacaria o uso de metáforas líricas na faixa que transmitem a mensagem principal de que as melhores recompensas da vida vêm com um risco.

Há alguma história ou fato interessante sobre este lançamento? Escrevemos essa música há 11 anos enquanto morávamos em Londres e começamos a trabalhar em um projeto para finalizar nossas criações mais antigas e compartilhá-las.

Respostas Ryan Morgan

administrator
Fundador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Apaixonado pelo Brasil e por seus grandes artistas.