23 de julho de 2024
Além da BR Listas de lançamentos

Playlist “Além da BR” #89 – Sons do mundo que chegam até nós

além da br

Somos uma revista de arte nacional, sim! No entanto, em respeito à inúmeras e valiosas sugestões que recebemos de artistas de diversas partes do mundo, criamos uma playlist chamada “Além da BR”.

Como uma forma de estende-la, nasceu essa publicação no site, que agora chega a sua 89ª edição. Neste espaço, iremos abordar alguns dos lançamentos mais interessantes da playlist.

Todas as músicas desta lista estão disponíveis temporariamente nesta playlist.

Michael Cates – “In Your Eyes (radio edit)” – (Estados Unidos)

O olhar da mulher que estampa a capa de “In Your Eyes” é a tradução do que é esta música: poderosa, romântica e sensual. O som é composição e execução do norte-americano Michael Cates e foi gravada em 2022, após o artista estrear sua discografia solo com o single “Cancion De Amor”. Depois, o cara, que é saxofonista e ator de TV e cinema, ainda lançou dois álbuns de estúdio e mais 12 singles. Uma discografia cuja a palavra “riqueza” parece pouca para sua definição.

MINI ENTREVISTAS

Nashaat Salman“For Lara” – (Suíça)

– Em resumo, que música é essa? É um mundo clássico moderno instrumental percebido pelos críticos musicais como uma emocionante jornada musical que cativa o ouvido desde os primeiros acordes. A melodia tocada com maestria no piano é imbuída de uma profundidade que evoca sentimentos e reflexões interiores. Os arranjos, habilmente entrelaçados no offbeat, acrescentam uma dimensão de complexidade à peça, transportando-nos numa viagem sonora que transita entre a serenidade e a intensidade. Esta faixa instrumental transcende as barreiras linguísticas, comunicando emoções de forma pura e direta.

– Existe uma mensagem por trás do instrumental? Me inspirei para compor esse instrumental para minha filhinha esperando que ela goste e se orgulhe um dia.

– O que você pode dizer sobre o som da música em geral? Tudo é executado em instrumentos reais, desde piano até seção de cordas e trompete.

Muca – “Like This Before” – (Reino Unido)

– Em resumo, o que é esta música? Essa música é uma canção minha com a cantora Italiana Celeste Caramanna. Ela tem participação especial do Roberto Menescal tocando guitarra nela. Faz parte de um projeto de bossa global onde trago cantoras da nova geração da música e de várias partes do mundo usando a bossa como ponto de partida. Ela remete as estações do ano, as boas lembranças e a uma pessoa querida.

– Qual a mensagem dela? Essa música é uma canção de amor, mas de uma forma mais sutil em quão as palavras são colocadas, e sempre voltada a música e a canção em si, logicamente com os elementos da Bossa Nova

– O que você pode dizer sobre a sonoridade da música? A sonoridade vem da bossa como base, mas temos aí já influências mais modernas, como batidas eletrônicas, samplers, e outros elementos que modernizam a música para o século XXI.

– Quais são as referências nesta música? Como não poderia deixar de ser, a Bossa Nova, mas também Jazz, Soul e LoFi Beats.

Garrett Freireich“Blue” – (Estados Unidos)

Qual é a música?

Essa música se chama Blue e é o segundo single do novo álbum Revival. Escrita e cantada por Garrett Freireich

Qual é a mensagem? Eu escrevi essa música sobre um relacionamento que não deu certo. Não foi culpa da outra pessoa, mas influências externas tornaram impossível continuar. Eu ainda a tenho em alta conta. Isto é para quem não queria se despedir de alguém.

O que você pode dizer sobre o som da música? Esta gravação foi feita principalmente ao vivo e com pouco ou nenhum overdub. Não há loops eletrônicos, efeitos ou qualquer coisa. Tudo gravado organicamente do jeito que a música deveria ser.

Quais são as referências dessa música? A música faz referência a alguém que me fez sentir melhor por muito tempo e depois teve que ir embora sem ser por culpa dela.

Vincent Rouard – “Samba corona” – (Bélgica)

– Em resumo, o que é esta música? composição instrumental do meu álbum Zen Altitude que compus quando estava trancado em casa por causa da pandemia do corona vírus covid 19.
– Há alguma mensagem por trás do instrumental? as pessoas estavam ficando muito sérias com esta doença. Tudo era proibido aqui na Bélgica. Queria trazer um pouco de leveza e bom humor. Quando ouvimos a composição quando somos afetados pela doença coronavírus, nos curamos mais rapidamente.
– Quais são as referências que você buscou para construir esta música? Ritmo latino dando espaço para instrumentos solo: acordeão diatônico, flauta, contrabaixo, piano.
– O que você acredita ter trazido de novidade, de inovação?  A construção da peça baseada em uma parte rápida depois uma passagem lenta e retorno ao ritmo rápido e modulação para trazer o final.

administrator
Fundador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Apaixonado pelo Brasil e por seus grandes artistas.