27 de maio de 2024
EP Música

Heavy Metal – Banda três-lagoense Slaves of Doom apresenta seu novo EP autoral

Capa do lançamento.

Muitos artistas agraciados pela Lei Aldir Blanc. A maior parte dos beneficiados investiram no formato show, sendo que em sua maioria online. No entanto, para os integrantes da banda sul mato-grossense Slaves of Doom a grana serviu para construir um EP, o segundo da carreira.

Intitulado “Inverso”, o trabalho é composto por cinco faixas autorais inspiradas, claro, pelo metal. “Acreditamos que esse EP vai agradar muito aos ouvidos dos metaleiros que buscam uma banda que consegue unir os anos 80 e a modernidade em suas músicas, de certa forma alimentamos o currículo “metalistico” Sul-matogrossense e Brasileiro.”, explica o vocalista Júnior Teixeira.

Conceitual, sim!

Com a ideia de lançar um álbum conceitual, “Inverso” é, da primeira a última faixa, uma sequência, com melodias que conversam entre si, ou seja, é um trabalho para ser ouvido (de preferência) sem apertar o botão “aleatório”.

No entanto, seria um pecado dizer que apenas o quesito sonoro segue esse modelo. As letras das cinco músicas narram (discutem) a briga do homem contra ele próprio, nos mais diversos âmbitos que se possa imaginar, e ainda inclui algumas pitadas de crítica social, política e religiosa.

“Slaves of Doom é um metal brasileiro com muito orgulho da nossa língua.” (Junior Teixeira, vocalista)

O que simboliza a capa?

A tentativa bem sucedida de introduzir o público ao que o espera. ”Essa arte representa o homem em sua essência, vindo do cosmos, mergulhando no mundo errático humano, experimentando o mundo humano e depois retornando de onde ele veio.”, explicou o vocalista.

Musicalmente falando…

“Somos uma banda de Metal com a vertente do Thrash Metal mais aguçada, o famoso bate estaca na bateria, bass bem cavalgado e palhetadas com muita pegada na guitarra. Tentamos soar diferentes dos nossos outros trabalhos, mais melodias e sonoridades não exploradas.”, conta Junior.

 

“O EP Traz uma reflexão filosófica e combativa do pensamento humano,  pensamentos, ações, reações e o modo que se leva a vida.” (Junior Teixeira, vocalista)

Sobre a banda

De Três Lagoas, cidade do interior do Mato Grosso do Sul, a Slaves Of Doom é uma referência na região quando se fala em heavy metal. Durante muito tempo, o grupo focou em apenas executar covers, o que foi positivo, já que isso a posicionou no mercado.

“Hoje a gente sabe da importância da música autoral, então somos basicamente uma banda de amigos que tocam o que gostam e se o universo quiser e a gente também né, vamos tocar metal até envelhecer. Slaves of Doom é um metal brasileiro com muito orgulho da nossa língua.”, explica o músico entrevistado.

Até a próxima!

“Gostaríamos de agradecer ao espaço concedido pelo grande Matheus Luzi, onde ele se prontificou em nos entrevistar, e também agradecer por todos vocês que ouviram nosso EP, é muito bacana tocar o que a gente mais gosta.”, declara Junior.

FICHA TÉCNICA DE “INVERSO”

Júnior Teixeira (Vocal, Guitarras)

Pedro Paro (Bateria)

Edgar Henrique (Baixo)

Marcus Cabanha (Produção, Harmonias e Gravação)

administrator
Fundador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Apaixonado pelo Brasil e por seus grandes artistas.