23 de julho de 2024
A Metafísica Poética na Arte Brasileira

[POESIA] “Alegria, alegria”, de Brendow H. Godoi


possuo poucos dons
e o que mais me admira é a fabulosa magia
de levantar da cama bêbado de esperança e
encerrar o dia entregue ao vazio
bicho tem noites que me sinto o câmera-man
dum filme pornô caseiro
a úlcera seca no estômago do mendigo
a quarta praga do egito procurando sentido em narinas
bocas e ouvidos desertos de poesia e cânticos
ao deus da fortuna
minha terapeuta disse pra eu pegar leve
com a cocaína e filmes repetidos do adam sandler
eu até que tento
juro
mas esse troço de me sentir cíclico incendiário
homicida blasfêmia salmo 35 crônica da clarice cruz invertida
e recorte de notícia policial acaba
piorando tudo bicho
eu já não sei onde estão as vírgulas
as letras maiúsculas e o remédio que cura a minha
loucura de grau cinco
na escala richter de todos os santos profanados
são três da manhã e eu gozei assistindo um acidente
entre duas carretas na rio-bahia
são três da manhã eu já recitei todas as orações
que eu sabia
são três da manhã e agora eu sou um viaduto engarrafado
são três da manhã e
já me sinto suficientemente pronto para
repetir tudo outra vez.