13 de junho de 2024
Google News Mais publicações Podcast Investiga Youtube e Spotify

Podcast Investiga: Cambismo, um crime quase submerso (com Ednilton Farias Meira)

Cambismo

Três afirmações estão próximas de você: (1) talvez você já praticou o Cambismo e muito provavelmente já viu alguém praticar (2) muitos desconhecem que a prática do Cambismo é um crime (3) talvez você não saiba que o Cambismo tem este nome.

Levando em consideração que “talvez você não saiba que esta prática se chama Cambismo”, permita-me uma explicação ligeira e objetiva: De acordo com informações do site do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), a prática do Cambismo é caracterizada como crime quando o praticamente fornece, desvia ou facilita a distribuição de ingressos para venda por preço superior ao estampado no bilhete/bilheteria.

Enquanto Lei, o nome “Cambismo” aparece no Estatuto do Torcedor (2003), mas a jurisprudência brasileira entende unanimemente como crime a prática cometida em bilheterias de outros setores, como artísticos, o que justifica, então, o nosso interesse em investigar o assunto.

Quem irá nos esclarecer os pontos mais fundamentais sobre o Cambismo é o Advogado e Bacharel em Ciências Ednilton Farias Meira. Prontos para mais uma investigação?

Sobre o entrevistado Ednilton Farias Meira: Advogado e Bacharel em Ciências. Atuou com sucesso em milhares de causas. Foi gerente bancário. Tem como hobby a música, viagens e gastronomia. Nasceu em Botucatu-SP e vive atualmente em Andradina-SP.

Sobre o Podcast Investiga

Entre 20 e 40 minutos aproximadamente, o jornalista fundador e editor da Revista Arte Brasileira, Matheus Luzi, investiga algum assunto, tema e ideia artísticas, sempre por meio de um entrevistado, seja ele artista ou não. Este episódio sobre o cambismo é um ótimo exemplo de como trabalhamos.

Apoie nossa causa

Temos o prazer diário de fazer o bom jornalismo em tempos tão desafiantes, como foi gravar este programa sobre o Cambismo. É um trabalho minucioso, que exige muita dedicação e tempo, o que exige fundamentalmente, por sua vez, financiamento. Sem apoio financeiro tudo fica muito difícil, e nossas atividades limitadas. Acreditamos que, em um dia não muito distante, poderemos dedicar 100% do nosso tempo profissional a este projeto, mas, para isso, precisamos de você, caro público. Nos apoie com o que puder, e nós ficaremos muito felizes.

Acesse o nosso cartão de visita e confira algumas possibilidades de apoios

administrator
Fundador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Apaixonado pelo Brasil e por seus grandes artistas.